Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Israel diz ter as armas que precisa, mesmo sem fornecimento dos EUA

    Daniel Hagari, porta-voz das forças israelenses, disse que exército tem tudo o que precisa para conduzir operações em Rafah

    Israel diz ter as armas que precisa, mesmo sem fornecimento dos EUA
    Israel diz ter as armas que precisa, mesmo sem fornecimento dos EUA REUTERS

    Da CNN

    O porta-voz das Forças de Defesa de Israel (FDI), Daniel Hagari, diz que os militares israelenses têm as armas necessárias para as missões que estão planejando em Gaza. A declaração acontece após os alertas do presidente americano, Joe Biden, sobre o envio de armamento.

    Durante uma entrevista na quinta-feira (9), Hagari foi perguntado se os militares israelenses estavam prontos para uma batalha em Rafah, no sul de Gaza, sem armas americanas.

    Biden disse na quarta-feira (8) que os Estados Unidos interromperiam as entregas de algumas armas para Israel se este continuar sua campanha na cidade sul de Gaza, Rafah.

    “As FDI têm armas para as missões que está planejando. E também para as missões em Rafah, temos as armas que precisamos”, disse Hagari.

    “Estou dizendo isso agora no contexto de tudo que surgiu com os Estados Unidos, porque é importante dizê-lo. A ajuda militar dos Estados Unidos a Israel e às FDI até agora tem sido sem precedentes durante a guerra.”

    Críticas de Benjamin Netanyahu

    O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, disse que Israel está pronto para ficar sozinho, se necessário, enquanto continua sua campanha militar em Gaza, em uma aparente resposta indireta às advertências dos Estados Unidos sobre suas ações em Rafah.

    Netanyahu disse em uma mensagem ao povo israelense na véspera do Dia da Independência do país: “Hoje somos muito mais fortes. Estamos determinados e unidos para derrotar nosso inimigo e aqueles que buscam nossas almas.

    “Se tivermos que ficar sozinhos, ficaremos sozinhos. Já disse que, se precisarmos, lutaremos com unhas e dentes“, afirmou.

    Adotando um tom desafiador, Netanyahu disse: “na Guerra da Independência, há 76 anos, éramos poucos contra muitos. Não tínhamos armas, havia um embargo de armas a Israel, mas com a grandeza de espírito, coragem e união entre nós – vencemos”.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original