Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Israel espera que Tribunal da ONU descarte acusações de genocídio, diz porta-voz

    Corte vai emitir nesta sexta-feira (25) as primeiras decisões do caso

    Porta-voz de Israel, Eylon Levy
    Porta-voz de Israel, Eylon Levy REUTERS

    Reuters

    Israel expressou confiança na quinta-feira (25) de que o Tribunal Internacional de Justiça da ONU vai descartar as alegações sul-africanas de que a guerra de Gaza equivale a genocídio contra palestinos.

    “Esperamos que a corte descarte essas acusações espúrias e ilusórias”, disse o porta-voz, Eylon Levy, em um briefing antes da convocação programada do tribunal na sexta-feira (26) para anunciar se concederá medidas de emergência contra Israel.

    No início deste mês, em dois dias de audiências, a África do Sul pediu ao tribunal, também conhecido como Tribunal Mundial, para ordenar uma suspensão de emergência da devastadora campanha militar de Israel no enclave palestino.

    Levy também comentou sobre as observações do Secretário de Relações Exteriores britânico, David Cameron, que mais ajuda precisa entrar em Gaza, dizendo “chamamos sua atenção para o fato de que Kerem Shalom tem excesso de capacidade para entregas de ajuda se atores internacionais a enviarem.”