Itália supera a China em mortes causadas pelo novo coronavírus

Segundo balanço divulgado pela defesa civil italiana, o número de mortos no país europeu chegou a 3.405

Da CNN Brasil, em São Paulo

Ouvir notícia
 

A Itália tem mais mortes pelo novo coronavírus (COVID-19) que a China, mostraram dados do governo italiano divulgados nesta quinta-feira (19).

No país europeu, a doença vitimou 3.405 pessoas desde o primeiro caso reportado, em 21 de fevereiro. Na China, onde a pandemia se originou, houve 3.242 mortes desde o fim de 2019.

Na cidade de Bergamo, na região da Lombardia, caminhões do Exército tiveram de ser mobilizados para transportar caixões para outras províncias. O cemitério local está sobrecarregado pela escala da crise causada pelo coronavírus.

Na semana passada, a OMS (Organização Mundial da Saúde) declarou a Europa como novo epicentro do vírus. “Mais casos estão sendo confirmados na Europa diariamente do que a China relatava no auge da epidemia no país”, apontou o diretor-geral do órgão, Tedros Ghebreyesus.

Coronavírus: em Bergamo (Itália), caminhões militares transportam corpos
Em Bergamo (Itália), o Exército foi chamado para retirar corpos da cidade, que está no centro da pandemia do novo coronavírus
Foto: Sergio Agazzi – 18.mar.2020/Reuters

O número total de casos na Itália subiu para 41.035 nesta quinta, aumento de 14,9% em relação ao dia anterior. A Agência de Proteção Civil local informou que essa é uma taxa de crescimento mais rápida do que a observada nos últimos dias. Ainda há 2.498 pessoas em UTIs no país.

A China conseguiu controlar a epidemia depois de isolar completamente a província de Wuhan. Nesta quarta (18), o país asiático não teve nenhum caso com transmissão local. No entanto, a China ainda tem mais de 81 mil pacientes da doença.

Com informações da Reuters

Mais Recentes da CNN