Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Itamaraty mantém assistência a 23 brasileiros e familiares na Faixa de Gaza

    Três voos com repatriados de Gaza chegaram ao Brasil desde novembro

    Casas destruídas em Khan Younis, sul de Gaza
    Casas destruídas em Khan Younis, sul de Gaza 24/11/2023 REUTERS/Ibraheem Abu Mustafa

    Jussara Soaresda CNN

    em Brasília

    O Itamaraty ainda monitora 23 pessoas, sendo 14 brasileiros, que permanecem na Faixa de Gaza.

    De acordo com o embaixador Alessandro Candeas, representante do Brasil junto à Palestina, o grupo segue recebendo assistência e recursos em meio ao conflito entre Israel e Hamas.

    Os brasileiros e familiares próximos estão abrigados em duas casas alugadas em Rafah, cidade próxima à fronteira com o Egito. Há, no entanto, pessoas no norte e no centro de Gaza, que são regiões mais atingidas por ataques.

    De acordo com Candeas, quase todas essas pessoas têm autorização para cruzar a passagem de Rafah e seguir para o Egito. Contudo, não há uma previsão de quando isso deve ocorrer.

    O Brasil resgatou até o momento 109 pessoas da Faixa de Gaza. O primeiro grupo, com 32 pessoas, foi recebido pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na base aérea de Brasília em 13 de novembro.

    O segundo voo com repatriados, trazendo 37 pessoas, chegou em 11 de dezembro; e o terceiro, com 30 pessoas, no dia 23 do mês passado.

    Nesta semana, Lula declarou apoio a uma denúncia da África do Sul na Corte Internacional de Justiça (CIJ). O país acusa Israel de cometer genocídio contra os palestinos na Faixa de Gaza.

    O posicionamento veio após reunião com o embaixador da Palestina no Brasil, Ibrahim Alzeben.