Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    J.K. Rowling responde Putin após comparação com ‘cancelamento’ sofrido pela autora

    Presidente russo havia comparado as sanções à cultura russa com o 'cancelamento' sofrido pela autora de Harry Potter – que despertou críticas por publicar comentários transfóbicos

    A escritora britânica JK Rowling
    A escritora britânica JK Rowling Foto: Toby Melville/Reuters (13.nov.2018)

    Arnaud SiadNathan Hodgeda CNN*Toyin Owosejeda Reuters

    Ouvir notícia

    J.K. Rowling revidou Vladimir Putin depois que o presidente russo comparou o tratamento do Ocidente ao seu país a uma reação pública enfrentada pelo autora de Harry Potter.

    Em uma mensagem compartilhada em sua conta no Twitter na sexta-feira (25), a escritora disse que as críticas à cultura do cancelamento “não são mais bem feitas” por aqueles “assassinos de civis”.

    Rowling também postou um link para um artigo da BBC News de 2021 sobre o ativista anticorrupção preso Alexei Navalny e denunciou a invasão da Ucrânia.

    “As críticas à cultura ocidental do cancelamento possivelmente não são bem feitas por aqueles que atualmente matam civis pelo crime de resistência, ou que prendem e envenenam seus críticos”, disse ela a seus 13,9 milhões de seguidores no Twitter, junto com a hashtag #IStandWithUkraine (Eu estou com a Ucrânia, na tradução livre).

    Putin reclamou do cancelamento da cultura durante uma videoconferência televisionada com figuras culturais na sexta-feira (25), dizendo que o Ocidente estava tentando “cancelar” a Rússia e comparou o tratamento de seu país a uma reação pública que Rowling enfrentou no passado por pontos de vista que foram percebidos por alguns como transfóbicos. Putin, que se apresenta como um porta-bandeira dos valores culturais conservadores, criticou os direitos de trans e gays.

    J.K. Rowling foi recentemente cancelada porque ela não agradou os fãs da chamada liberdade de gênero”, disse Putin, falando com trabalhadores do setor de artes e literatura via videolink.

    Ele continuou: “Hoje, eles estão tentando cancelar todo um país de mil anos, nosso povo. Estou falando sobre a crescente discriminação de tudo relacionado à Rússia, sobre essa tendência que está se desdobrando em vários estados ocidentais”.

    A Rússia enfrentou forte condenação internacional e novas sanções após a decisão de Putin de invadir a Ucrânia no final de fevereiro. Em suas observações, Putin passou a comparar a situação atual com a cultura russa no Ocidente à censura na Alemanha nazista.

    “Tchaikovsky, Shostakovich e Rachmaninov são excluídos dos cartazes, escritores russos e seus livros são proibidos”, disse Putin, sem apresentar nenhuma evidência. “A última vez que uma campanha tão massiva para destruir literatura desfavorável foi realizada pelos nazistas na Alemanha há quase 90 anos.”

    Rowling revelou anteriormente que a instituição de caridade de seus filhos, Lumos, estava trabalhando com o governo ucraniano desde 2013, e lançou um apelo de arrecadação de fundos no dia seguinte à invasão russa para ajudar “as milhares de crianças presas pelos combates nos orfanatos da Ucrânia”.

    “Um lembrete: eu pessoalmente doarei o mesmo de todas as doações ao nosso apelo de emergência, 1,3 milhão de dólares. Se você puder, pode doar aqui. Mais uma vez, muito obrigado a todos que já doaram “, ela twittou na sexta-feira (25).

     

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Mais Recentes da CNN