Jamaica prende colombiano suspeito de assassinar presidente haitiano

Suspeito foi identificado pela polícia haitiana como Mario Antonio Palacios

Jovenel Moïse, presidente do Haiti, assassinado em julho
Jovenel Moïse, presidente do Haiti, assassinado em julho Reprodução/Twitter

Da Reuters

Ouvir notícia

As autoridades haitianas afirmaram, nesta quinta-feira (21), que foi preso na Jamaica um suspeito de assassinar do presidente do Haiti, Jovenel Moise. Ele foi identificado como um que se chama Mario Antonio Palacios. As investigações sobre o crime ainda continuam.

Moise, de 53 anos, que assumiu o cargo em 2017, foi morto a tiros em sua residência particular em julho. Sua esposa foi ferida no ataque. Um grupo de mercenários colombianos surgiu como principal suspeito, embora não hajam acusações ou condenações no caso.

“Mario Antonio Palacios Palacios faz parte do grupo mercenário. Este homem é muito perigoso”, declarou a Polícia Nacional do Haiti em sua conta oficial no Twitter.

A Reuters não conseguiu entrar em contato com um representante de Palacios.

As autoridades jamaicanas confirmaram nessa quinta-feira que uma pessoa, descrita como sendo provavelmente um cidadão colombiano, foi presa. Não foram dados mais detalhes.

Mais Recentes da CNN