Jornalistas Maria Ressa e Dmitry Muratov recebem Nobel da Paz em cerimônia na Noruega

Ganhadores foram reconhecidos por suas lutas pela liberdade de expressão nas Filipinas e na Rússia

Os jornalistas Maria Ressa e Dmitry Muratov em cerimônia de recebimento do Nobel da Paz, nesta sexta (10).
Os jornalistas Maria Ressa e Dmitry Muratov em cerimônia de recebimento do Nobel da Paz, nesta sexta (10). Reuters

Da Reuters

Ouvir notícia

Os jornalistas ganhadores do Prêmio Nobel da Paz – Maria Ressa e Dmitry Muratov –, reconhecidos por suas lutas pela liberdade de expressão nas Filipinas e na Rússia, receberam seus prêmios em uma cerimônia na capital norueguesa de Oslo, nesta sexta-feira (10), apesar dos altos índices de Covid-19 na Noruega.

Recebendo o prêmio na Prefeitura de Oslo, Ressa, que é cofundadora do site de notícias Rappler, reiterou seu apelo por uma reforma das redes sociais.

“Nossa maior necessidade hoje é transformar esse ódio e violência, a lama tóxica que está fluindo em nosso ecossistema de informações, priorizados por empresas americanas de internet que ganham mais dinheiro espalhando esse ódio e desencadeando o que há de pior em nós”, disse ela.

Muratov, editor-chefe do jornal russo Novaya Gazeta, disse que o jornalismo na Rússia está “passando por um vale escuro”, com mais de uma centena de jornalistas, meios de comunicação, defensores dos direitos humanos e organizações não governamentais sendo rotulados como agentes estrangeiros.

“Na Rússia, isso significa ‘inimigos do povo'”, disse Muratov, dedicando seu prêmio a todos os jornalistas investigativos e aos colegas da Novaya Gazeta mortos por causa de seu trabalho.

Ressa e Muratov são os primeiros jornalistas a receber o prêmio Nobel desde que o alemão Carl von Ossietzky ganhou o prêmio de 1935 por revelar o programa secreto de armamento de seu país.

O Nobel da Paz do ano passado foi para o Programa Mundial de Alimentos (FAO) da ONU e seu diretor-geral, que também compareceu à cerimônia de Oslo nesta sexta-feira.

Ele pediu o fim da fome, alertando as nações que seriam desestabilizadas e a migração em massa que pode acontecer se o problema não fosse efetivamente enfrentado.

A cerimônia na Prefeitura de Oslo foi realizada com menos convidados do que o planejado devido às restrições do governo postas em prática esta semana. A Noruega bateu recorde de casos diários de Covid-19 nesta quinta (9).

Na Suécia, onde as taxas de infecção são mais baixas do que na Noruega, os organizadores cancelaram em setembro as cerimônias presenciais do Nobel pelo segundo ano consecutivo.

Em vez disso, os vencedores de 2021 em Medicina, Física, Química, Literatura e Economia, todos prêmios concedidos na Suécia, receberam seus diplomas e medalhas em seus países de origem, enquanto as tradicionais palestras do Nobel foram todas ministradas online.

Mais Recentes da CNN