Jovem desaparecido há quase 3 anos é encontrado a mais de 1.000 km de casa nos EUA

Connerjack Oswalt foi dado como desaparecido em setembro de 2019 e policiais o encontraram tremendo em um posto de gasolina

Esta foto de Connerjack Oswalt foi vista em seu pôster Desaparecido, que dizia que ele desapareceu em setembro de 2019 de Clearlake, Califórnia.
Esta foto de Connerjack Oswalt foi vista em seu pôster Desaparecido, que dizia que ele desapareceu em setembro de 2019 de Clearlake, Califórnia. Condado de Summit (Utah)

Claudia DominguezChristina Maxourisda CNN

Ouvir notícia

As autoridades do Condado de Summit, Utah, nos Estados Unidos, ouviram falar de um jovem vagando pela área com um carrinho de compras por várias semanas.

Quando o encontraram no sábado (16) passado, descobriram que ele foi dado como desaparecido há quase três anos no norte da Califórnia, a mais de 1.100 quilômetros de distância.

Os deputados do xerife responderam a um posto de gasolina na manhã de 9 de abril na área metropolitana de Park City, depois que um “membro da comunidade preocupado” relatou ter visto o homem dormindo lá, disse o escritório do xerife do condado de Summit em um post no Facebook. A área fica a cerca de 40 minutos de carro de Salt Lake City.

Os policiais ofereceram ao homem para se sentar dentro de um de seus veículos para se aquecer e começaram a pesquisar quem ele era, disse o escritório do xerife. “Através de interações anteriores e da interação de sábado, ficou claro para os deputados que o homem se comunicava de maneira diferente”, disse o escritório do xerife, e também incluiu uma hashtag de conscientização sobre o autismo em sua postagem no Facebook.

Um despachante começou a examinar as páginas do site do Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas e, em mais de uma dúzia de páginas, encontrou um pôster desaparecido de Connerjack Oswalt.

Oswalt, agora com 19 anos, foi dado como desaparecido em setembro de 2019 de Clearlake, Califórnia, a noroeste de Sacramento e a cerca de 11,5 horas de carro de Summit County.

Autoridades acreditavam que era a mesma pessoa que encontraram tremendo no posto de gasolina.

“Os policiais começaram a fazer ligações e conseguiram entrar em contato com a mãe de Connerjack”, disse o tenente Andrew Wright, do xerife do condado de Summit, à CNN por e-mail.

Sua mãe disse às autoridades que Oswalt tinha uma marca de nascença distinta no pescoço. Os deputados encontraram a marca em Oswalt, disse Wright.

Embora as autoridades tivessem interações anteriores com Oswalt antes daquele dia, ele não havia compartilhado quem era e a polícia “não tinha motivos para exigir suas informações porque ele não estava violando a lei”, disse Wright.

O padrasto e avô de Oswalt foram a Park City, Utah, para identificá-lo pessoalmente e se reunir, disse Wright à CNN.

Em um dos dois vídeos de câmeras corporais enviados à CNN do escritório do xerife, o padrasto de Oswalt é visto exclamando incrédulo enquanto a polícia mostra a ele uma foto de Oswalt para confirmar que era a mesma pessoa. Wright disse à CNN que Oswalt tinha um mandado de prisão anterior.

“É ele?” A mãe de Oswalt pode ser ouvida pelo telefone, que estava no viva-voz.

“Um pouco mais velho, mas sim”, responde o padrasto de Oswalt.

“Meu amor está vivo”, a mãe é ouvida dizendo, enquanto soluçava ao telefone. “Você pode ir buscá-lo, por favor?”

A mãe e o padrasto de Oswalt se mudaram para Idaho Falls, Idaho, desde que ele desapareceu, disseram as autoridades.

Oswalt ainda estava recebendo cuidados e recursos e ainda não foi para Idaho, disse Wright.

 

 

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN