Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Macron expressa “extrema preocupação” sobre Mariupol em conversa com Putin

    Ligação entre os presidentes da França e Rússia durou pouco mais de uma hora, segundo informações do Palácio do Eliseu

    Arnaud SiadSimon BouvierCamille Knightda CNN

    O presidente da França, Emmanuel Macron, disse nesta sexta-feira (18), ao presidente russo Vladimir Putin, que estava muito preocupado com a situação em Mariupol, cidade ucraniana que foi atingida por bombardeios constantes nos últimos dias, segundo o Palácio do Eliseu.

    De acordo com o comunicado, Macron “compartilhou sua extrema preocupação com o presidente Putin sobre a situação em Mariupol e mais uma vez exigiu um cessar-fogo imediato”.

    “O presidente [Macron] pediu-lhe medidas concretas e verificáveis ​​para levantar o cerco a Mariupol, permitindo o acesso humanitário e um cessar-fogo imediato”, acrescentou.

    “O presidente [francês] novamente trouxe à tona a deterioração da situação na Ucrânia, os ataques contínuos atingindo civis e o desrespeito do direito humanitário, quando as negociações entre a delegação russa e ucraniana, por enquanto, não levaram a nenhum progresso”, completou o gabinete de Macron.

    Em resposta à pergunta de um jornalista sobre se Putin acusou a Ucrânia de crimes de guerra na ligação com Macron, o Palácio disse: “como ele fez publicamente, o presidente Putin novamente colocou a responsabilidade pelo conflito na Ucrânia”.

    A ligação durou pouco mais de uma hora, segundo o órgão francês.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original