Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Madrinha do príncipe William se desculpa por racismo

    Susan Hussey deixou seu cargo na casa da família real britânica após perguntar repetidamente a Ngozi Fulani, que nasceu no Reino Unido e trabalha em um grupo de apoio à violência doméstica, de onde ela era

    Michael Holdenda Reuters

    A madrinha do príncipe William se reuniu para oferecer suas sinceras desculpas a uma mulher pelos comentários que ela fez sobre sua raça e nacionalidade em uma recepção oficial real no mês passado, informou o Palácio de Buckingham nesta sexta-feira (16).

    Susan Hussey deixou seu cargo na casa da família real britânica após perguntar repetidamente a Ngozi Fulani, que nasceu no Reino Unido e trabalha para um grupo de apoio à violência doméstica, de onde ela era.

    “Lady Susan prometeu aprofundar sua consciência sobre as sensibilidades envolvidas e agradece a oportunidade de aprender mais sobre as questões nesta área”, disse o palácio em um comunicado.

    “A senhora Fulani, que recebeu injustamente a mais terrível torrente de abusos nas redes sociais e em outros lugares, aceitou este pedido de desculpas e reconhece que não houve intenção de malícia.”