Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Mafioso italiano é extraditado após mais de 20 anos foragido

    Rocco Morabito foi detido no Brasil em maio do ano passado e chegou à Itália nesta quarta-feira (6)

    Renata Souzada CNN

    em São Paulo

    Ouvir notícia

    O representante de uma das maiores máfias da Itália, Rocco Morabito, chegou nesta quarta-feira (6) ao seu país natal, após ser extraditado pelo governo brasileiro. O criminoso deve cumprir pena de trinta anos de prisão, de acordo com informações concedidas pelo ministro do Interior italiano.

    A extradição do italiano foi autorizada pela Secretaria Nacional de Justiça na última sexta-feira (1º). No início de março, a ação foi aprovada pela Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF).

    Morabito estava foragido há mais de vinte anos e foi detido na Paraíba em maio do ano passado. O mafioso integrava uma lista de fugitivos mais perigosos do governo italiano, sendo considerado um dos intermediários entre traficantes de droga e a máfia Ndrangheta.

    A condenação de Morabito envolve os crimes de tráfico internacional de entorpecentes e envolvimento em organização criminosa.

    Em 2019, o mafioso foi detido no Uruguai, mas conseguiu escapar do presídio antes de ser autorizada sua extradição.

    Quando foi preso no país sul-americano, Morabito tinha 13 telefones celulares, uma pistola automática, 12 cartões de crédito e débito, uma grande quantidade de dinheiro uruguaio e US$ 50.000 (cerca de R$ 270 mil), além de certificados de moeda no valor de US$ 100.000 (cerca de R$ 542 mil), informou o Ministério do Interior uruguaio.

    A prisão de fugitivos ligados à Ndrangheta é um objetivo dos dez países que integram o Interpol Cooperation Against ‘Ndrangheta (I-CAN), incluindo o Brasil.

     

    *Com informações da CNN

    Mais Recentes da CNN