Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Mais 599 estrangeiros são autorizados a sair de Gaza; brasileiros ficam de fora da 4ª lista

    Nova lista inclui cidadãos dos EUA, Reino Unido, França e Alemanha, segundo informou o embaixador do Brasil na Palestina Alessandro Candeas neste sábado (4)

    Palestinos com dupla cidadania à espera de liberação na passagem de Rafah, na Faixa de Gaza
    Palestinos com dupla cidadania à espera de liberação na passagem de Rafah, na Faixa de Gaza Abed Rahim Khatib/Anadolu via Getty Images

    Da CNN

    A quarta lista de estrangeiros autorizados a sair da Faixa de Gaza foi divulgada neste sábado (4) pela embaixada do Brasil na Palestina. Brasileiros não foram contemplados e devem aguardar nova lista pelo quarto dia consecutivo.

    Segundo informou o embaixador Alessandro Candeas, a nova lista inclui 386 cidadãos dos Estados Unidos, 112 do Reino Unido, 51 da França, e 50 da Alemanha, no total de 599.

    Ainda de acordo com uma fonte oficial do Egito, 55 egípcios estão na lista. Segundo a CNN Internacional, o número total de contemplados da quarta lista pode chegar a 730.

    Até o momento, aproximadamente 2.226 pessoas foram autorizadas a deixar Gaza pela passagem de Rafah, na fronteira com o Egito:

    • 1ª lista: cerca de 480 estrangeiros;
    • 2ª lista: 576 estrangeiros;
    • 3ª lista: 571 estrangeiros;
    • 4ª lista: 599 estrangeiros.

    O ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, afirmou na sexta-feira (3) que o chanceler israelense, Eli Cohen, deu garantias de que os brasileiros sairão da Faixa de Gaza até a próxima quarta-feira (8).

    Os 34 brasileiros não estavam na terceira lista de estrangeiros autorizados a sair de Gaza que foi divulgada na sexta-feira.

    Veja também: Brasileiros devem deixar Gaza até quarta (8), diz ministro

    “Ele me deu garantias que até a quarta-feira todos os brasileiros que estão em Gaza poderão sair pela passagem de Rafah. E, portanto, terão acesso já providenciados pelas embaixadas do Brasil, tanto em Ramallah, como no Egito, até o aeroporto onde está o avião da Força Aérea Brasileira que os trará até o Brasil”, disse Vieira, que também citou que pode acontecer uma antecipação.

    “Isso foi um processo de negociação de alguns dias e hoje eu tive essa boa notícia dada por uma alta autoridade do governo de Israel”, prosseguiu.

    Ainda de acordo com o chanceler brasileiro, as tratativas também incluem o ministro das Relações Exteriores do Egito, Sameh Shoukry.

    “Ele me disse que da parte do governo egípcio toda a prioridade está sendo dada. Tão logo a documentação seja liberada na passagem de Rafah, os 34 brasileiros passarão e terão todo apoio para seguir para o aeroporto e embarcar direito para o Brasil”, explicou.

    (Publicado por Gustavo Zanfer, com informações de Teo Cury, Douglas Porto e Asmaa Khalil)