Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Mais corpos encontrados com sinais de tortura após saída russa de Sumy, diz Ucrânia

    Alguns tem sinais de tortura, com mãos amarradas para trás e tiros na cabeça, de acordo com governos regionais

    10/04/2022REUTERS/Alkis Konstantinidis
    10/04/2022REUTERS/Alkis Konstantinidis REUTERS

    Yulia KesaievaTim Listerda CNN

    Kiev

    Ouvir notícia

    Nos dias seguintes á saída das forças russas da região de Sumy, no nordeste da Ucrânia, as autoridades locais dizem que um número crescente de corpos foi descoberto.

    “Há mais de 100 mortos entre os civis na região de Sumy. Infelizmente, esse número está crescendo a cada dia”, disse Dmytro Zhyvytskyi, chefe da administração militar regional, em uma entrevista nesta quarta-feira (13).

    “Muitas pessoas encontradas mortas com as mãos amarradas com sinais de tortura, com tiros na cabeça”, acrescentou.

    Zhyvytskyi alegou que “há pessoas que são mantidas em cativeiro e há negociações diárias para que sejam trocadas ou libertadas. Muitas pessoas cujo destino permanece desconhecido até hoje”.

    Sumy viu danos generalizados nos primeiros dias da invasão russa, com vários confrontos entre civis e soldados russos na região.

    Esta semana, o gabinete ucraniano destinou cerca de oito milhões de dólares à região de Sumy para iniciar a tarefa de reparar moradias, estradas e serviços públicos.

    A Rússia nega as acusações de tortura e de que tenha alvos civis no que chama de “operação militar especial” na Ucrânia.

     

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Mais Recentes da CNN