Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Mais de mil refugiados ucranianos ficarão hospedados em cruzeiro na Holanda

    MS Volendam, da Holland America Line, fornecerá acomodação temporária em Roterdã

    MS Volendam permanecerá ancorado em Roterdã durante três meses
    MS Volendam permanecerá ancorado em Roterdã durante três meses Cortesia/Holland America Line

    Francesca Streetda CNN

    A indústria de viagens se ofereceu para ajudar a abrigar algumas das milhões de pessoas que fugiram do conflito na Ucrânia nas últimas semanas, com hotéis e proprietários de casas de férias em toda a Europa disponibilizando quartos para os necessitados.

    Agora, um navio de cruzeiro também abriu suas portas para os refugiados. O Volendam, da Holland America Line, um navio de cruzeiro de 237 metros de comprimento e 10 decks ancorado na cidade holandesa de Roterdã, foi recrutado para fornecer refúgio temporário para até 1.500 ucranianos.

    “Nossa tripulação vê como uma verdadeira honra tornar o Volendam um ambiente confortável e acolhedor para famílias que passaram por tanta coisa”, disse o capitão do navio, Ryan Whitaker, à CNN Travel.

    Acomodação temporária

    O governo holandês, que prometeu abrigar até 50.000 refugiados ucranianos, entrou em contato com a Holland America no final de março para perguntar sobre o fretamento de um navio como acomodação temporária.

    O Volendam ainda não havia retornado ao serviço após a pandemia de Covid-19, mas o navio estava em preparação para um retorno programado para viagens de passageiros em maio.

    Sibrand Hassing, diretor de operações de frota europeia da Holland America, disse à CNN Travel que a linha de cruzeiros estava disposta a ajudar, pois estava em posição de “acomodar a necessidade imediata de comida e moradia”.

    Um porta-voz da cidade de Roterdã disse que há uma “grande escassez de moradias” na cidade, o que significa que hospedagens individuais não podem ser oferecidas aos ucranianos deslocados.

    “Alguns refugiados estavam hospedados em hotéis, mas essa não era uma solução de longo prazo”, disse o porta-voz. “É por isso que decidimos acomodar vários desses refugiados neste navio nos próximos meses”.

    Em 5 de abril, 100 ucranianos embarcaram no Volendam, com mais pessoas programadas para chegar nos próximos dias. Os ucranianos no Volendam recebem três refeições por dia e também poderão usar as várias instalações do navio – incluindo serviços de limpeza, Wi-Fi e academia.

    “Nossa equipe a bordo é conhecida por seu serviço e hospitalidade e estamos prontos para receber nossos novos hóspedes, assim como receberíamos os hóspedes em nossas próprias casas”, disse o capitão Ryan Whitaker.

    O Volendam permanecerá ancorado em Merwehaven, um porto de carga no rio Maas, em Roterdã, durante três meses. As pessoas a bordo podem desembarcar quando quiserem, inclusive para frequentar lugares como escolas.

    O porta-voz de Roterdã disse que as autoridades da cidade também estão “trabalhando para fornecer educação para todas as crianças ucranianas que se refugiaram” na cidade. “Esperamos atingir esse objetivo nas próximas semanas”, disse o porta-voz. “Isso não acontecerá a bordo deste navio, mas em um outro local de Roterdã”.

    Assistência médica e social também será providenciada para os ucranianos por meio de organizações sociais locais, incluindo o Exército da Salvação.

    O porta-voz da cidade também disse que os ucranianos farão um exame geral de saúde quando embarcarem, com testagem de Covid-19 para aqueles que apresentarem sintomas, e vacinação também estará disponível. A Holland America disse que sua tripulação seguirá seus regulamentos habituais de Covid.

    Os próximos cruzeiros de Volendam foram cancelados, com possíveis viajantes com opções alternativas. Volendam deve retornar ao serviço regular em julho. Os próximos itinerários incluem viagens ao Círculo Ártico e passeios pelas capitais do norte da Europa.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original