Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Médicos descobriram câncer de rei Charles III após internação; entenda

    Palácio de Buckingham afirmou que monarca não está com câncer de próstata

    Rei Charles III durante a gravação de sua mensagem de natal
    Rei Charles III durante a gravação de sua mensagem de natal The Royal Family/Twitter (2022)

    Da CNN

    O rei Charles III, do Reino Unido, foi diagnosticado com uma forma de câncer, segundo anunciou o Palácio de Buckingham nesta segunda-feira (5). Entretanto, não foram compartilhados mais detalhes sobre o tipo da doença.

    No final de janeiro deste ano, ele passou por uma cirurgia corretiva para aumento benigno da próstata. Foi durante o procedimento que os médicos identificaram um ponto de preocupação, que levou a mais exames e ao diagnóstico de câncer. Ainda assim, a família real afirmou que o monarca não está com câncer de próstata.

    Relembre abaixo a internação mais recente do Rei Charles III.

    Rei ficou três dias internado

    Em 17 de janeiro deste ano, o Palácio de Buckingham anunciou que Charles passaria pelo procedimento corretivo de aumento benigno da próstata.

    O monarca, de 75 anos, ficou internado entre os dias 26 e 29 de janeiro deste ano na London Clinic, um centro de saúde privado perto de Regent’s Park. Ele esteve acompanhado da esposa, a rainha Camilla.

    “Sua Majestade gostaria de agradecer a todos aqueles que enviaram os seus votos de boa sorte durante a semana passada e está muito satisfeito por saber que o seu diagnóstico está tendo um impacto positivo na sensibilização para a saúde pública”, acrescentou a nota à época.

    O site do Serviço Nacional de Saúde da Grã-Bretanha (NHS) descreveu o aumento benigno da próstata como uma condição que pode afetar a forma como as pessoas urinam, sendo comum entre homens com mais de 50 anos.

    “Não é um câncer e geralmente não representa uma ameaça séria à saúde”, afirmou o NHS em seu site.

    “Muitos homens temem que ter uma próstata aumentada signifique um risco aumentado de desenvolver câncer de próstata. Este não é o caso”, complementou.

    Saiba mais sobre os sintomas da condição que afetou o rei Charles III e quais são as opções de tratamento médico através desta matéria.

    Anúncio do rei quer conscientizar público

    Raramente a família real britânica divulga as condições médicas de seus membros, pois entende que eles têm direito a certo nível de privacidade médica, mesmo sendo funcionários públicos.

    Ainda assim, Charles optou por compartilhar que faria a cirurgia na próstata para encorajar outros homens que possam estar com sintomas a fazerem exames, segundo disse uma fonte real à CNN na época.

    De acordo com dados do NHS, a abordagem funcionou, pois houve aumento no número de homens que avaliam se correm risco de câncer de próstata.

    As visitas à sua página de “próstata aumentada”, que fornece informações sobre causas, sintomas e opções de tratamento, tiveram pico de 1.000% acima da média diária após o anúncio do palácio.

    Ela recebeu 16.410 visitas no dia do anúncio, ante 1.414 visitas no dia anterior, segundo a organização.

    O Prostate Cancer UK também ressaltou que o número de indivíduos que usam seu verificador de risco online aumentou 97%. A instituição de caridade elogiou o monarca “pela sua abertura que inevitavelmente aumentará a consciência sobre a doença”.