Miss encontrada morta no México tinha ONG para ajudar jovens contra o suicídio

Além dos trabalhos como modelo, Ximena era paramédica e estudava enfermagem

Ximena Hita foi encontrada morta na última sexta-feira
Ximena Hita foi encontrada morta na última sexta-feira Foto: Reprodução/Instagram

Daniel Fernandes, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A modelo Ximena Hita, de 21 anos, que morreu nesta sexta-feira (1º), era fundadora de uma ONG que ajudava jovens a lutar contra o suicídio.

Segundo o jornal mexicano Reforma, Ximena criou, junto de Ivonne Hernández, a Fundação Vidas com Sentido, que ajudava jovens vítimas de assédio moral, violência ou usuários de drogas a lutar contra tendências suicidas. 

Leia também:

Homem é suspeito de matar ex a tiros na zona sul de SP

Motorista invade praia e tenta atropelar pedestre na Baixada Santista

“Estamos em choque, não podemos acreditar nesta situação, estamos tristes, consternados, com o coração partido, afirmou Hernández ao Reforma. “Ela sempre foi uma garota alegre, contente e que amava o que fazia”, complementou. 

De acordo com o jornal argentino Infobae, a polícia local de Aguascalientes encontrou a jovem sem vida em seu apartamento na manhã de ontem.

Ainda sem confirmações oficiais, um funcionário do Departamento de Comunicação Social da Secretaria de Segurança Pública contou ao Infobae que a causa aparente da morte é a ingestão de medicamentos.

Além dos trabalhos como modelo, Ximena era paramédica e estudava enfermagem. De acordo com seu Instagram, a jovem dividia seu tempo entre atendimentos de socorro e o trabalho como miss.

Destaques do CNN Brasil Business:

Atraso na vacinação aumenta riscos para retomada econômica no Brasil

Aviões presidenciais: conheça os modelos usados pelos principais governos

Com salto de 31%, fortuna dos mais ricos tem avanço histórico em ano de pandemia

Ela também já havia trabalhado como apresentadora na TV Azteca Aguascalientes.

Em nota nas redes sociais, a Organização Miss México lamentou a morte da modelo. “Ximena, sempre nos lembraremos de você. Obrigado por todo seu amor pela construção de uma sociedade inclusiva e com valores, sempre carregaremos seu legado.

Mais Recentes da CNN