Morre sexta criança em tragédia envolvendo castelo inflável na Austrália

Forte vento fez brinquedo voar e crianças caíram de altura de 10 metros; outras três ficaram feridas, duas delas em estado crítico

Crianças da Escola Primária Hillcrest em Devonport, no estado australiano da Tasmânia, estavam comemorando o final do ano letivo quando o vento levou castelo inflável.
Crianças da Escola Primária Hillcrest em Devonport, no estado australiano da Tasmânia, estavam comemorando o final do ano letivo quando o vento levou castelo inflável. Nine News / Reprodução

Hilary WhitemanAkanksha Ranada CNN

Ouvir notícia

Uma sexta criança morreu no hospital depois que um castelo inflável foi levantado no ar em um evento escolar na Austrália na semana passada, disse a polícia neste domingo (19).

O menino de 11 anos, Chace Harrison, “faleceu no hospital esta tarde”, disse o comissário de polícia da Tasmânia, Darren Hine, em um comunicado.

“Nossos pensamentos continuam a estar com sua família, e as famílias e entes queridos de todas as crianças envolvidas, durante o que é um momento incompreensivelmente difícil”, acrescentou Hine.

O menino era uma das nove crianças que caíram de uma altura de 10 metros de um castelo inflável que foi levantado pelo vento durante um evento de fim de ano na Escola Primária Hillcrest em Devonport, na costa norte do estado australiano da Tasmânia.

No total, seis crianças morreram na tragédia. Duas crianças continuam em estado crítico no hospital, enquanto outra está se recuperando em casa, acrescentou a polícia.

A polícia divulgou anteriormente os nomes e imagens das outras cinco vítimas, com a permissão de suas famílias. Eles são Addison Stewart, 11, e Jalailah Jayne-Maree Jones, Jye Sheehan, Peter Dodt e Zane Mellor, que tinham 12 anos.

Cinco vítimas anteriores, a partir da esquerda: Addison Stewart, Jalailah Jayne-Maree Jones, Jye Sheehan, Peter Dodt e Zane Mellor. / Polícia da Tasmânia / Reprodução

Uma investigação está em andamento sobre o que causou a tragédia, incluindo a força do vento no momento e como o castelo foi amarrado ao chão.

O comissário Hine disse que a prioridade do Departamento de Investigação Criminal de Devonport será “entrevistar todas as testemunhas, reunir e analisar provas forenses e todos os aspectos ambientais, incluindo padrões e condições meteorológicas no momento do incidente”.

“Dada a magnitude deste incidente crítico e a necessidade de falar com um grande número de crianças traumatizadas em um curto período de tempo, aceitamos uma oferta da Polícia de NSW para ajudar na realização de entrevistas em relação à investigação”, acrescentou Hine sobre assistência da maior força de segurança pública de New South Wales.

O castelo inflável foi uma das várias atrações organizadas para os alunos como parte do “Big Day In”, de acordo com a página da escola no Facebook.

Outras atividades incluíram jogos aquáticos e bolas infláveis.

Hine disse que “cerca de 40” crianças estavam participando das atividades quando uma rajada de vento levantou o castelo do chão.

Vários adultos supervisionaram o evento e prestaram primeiros socorros até a chegada dos serviços de emergência, acrescentou.

O incidente abalou o país, com o primeiro-ministro australiano Scott Morrison dizendo aos repórteres logo depois que foi “impensávelmente doloroso”.

* Sheena McKenzie, da CNN, contribuiu para esta reportagem

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN