‘Não houve problemas’, diz Trump sobre protestos em Washington

Na noite de segunda-feira, manifestações próximas à Casa Branca foram dispersadas com bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha

Trump visita área onde ocorreram protestos em Washington
Trump visita área onde ocorreram protestos em Washington Foto: Tom Brenner - 01.jun.2020 / Reuters

Betsy Klein e Lauren Koenig, da CNN

Ouvir notícia

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse no Twitter nesta terça-feira (2) que, com relação às manifestações em Washington D.C. na noite passada, “não houve problemas”. Mas para a prefeita da cidade, a situação foi chocante.

“D.C. não teve problemas na noite de ontem. Muitas prisões. Bom trabalho feito por todos. Força esmagadora. Dominação. Da mesma forma, Minneapolis foi ótima (obrigado presidente Trump)”, escreveu ele.

Já para a prefeita de Washington D.C., Muriel Bowser, foram chocantes as imagens vistas na cidade na noite de segunda-feira, com relação à força utilizada pelos agentes contra os manifestantes.

“Ficamos muito chocados e, francamente, indignados que as pessoas que não estavam violando o toque de recolher, e não pareciam ter provocado o ataque, foram atacadas pelas autoridades federais, instruídas pelo presidente a abrir caminho”, disse Bowser. “Em nenhum momento acreditamos que foi apropriado que as pessoas que não tinham violado o toque de recolher ou qualquer outra coisa recebessem aquele tratamento.”

Assista e leia também:
Toques de recolher em Los Angeles e Nova York são os mais severos em décadas
Em meio a violência e saques, irmão de George Floyd pede protestos pacíficos
EUA vivem convulsão social com atos por George Floyd, avalia pesquisadora

Questionada sobre o possível envio de tropas militares à cidade para ajudar a polícia local, a prefeita afirmou que seria “inapropriado”. “A polícia tem poder de policiamento. Trazer o exército para o trabalho da polícia é inapropriado, em qualquer estado dos EUA, sem o consentimento do governador e será inapropriado em Washington.”

Na segunda-feira, protestos próximos à Casa Branca foram dispersados com bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha. Na ocasião, Trump disse que os governadores deveriam ser “mais duros” e “dominar” a situação. “A palavra é dominar. Se você não domina sua cidade e seu estado, eles vão fugir de você”, afirmou o presidente, segundo uma ligação cujo áudio foi obtido pela CNN.

Protestos em Nova York

Sobre as manifestações em Nova York na noite de segunda-feira, Trump afirmou que houve saques generalizados. “Nova York perdeu para saqueadores, bandidos, esquerda radical e todas as outras formas de imoralidade e escória”, escreveu ele no Twitter. “O governador se recusa a aceitar minha oferta de uma dominante Guarda Nacional. Nova York ficou aos pedaços.”

No mesmo dia, o governador Andrew Cuomo e o prefeito Bill de Blasio ordenaram um toque de recolher das 23h às 5h desta terça. Hoje, a medida terá início às 20h (horário local).

Mais Recentes da CNN