Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Navio de guerra afundado por ucranianos foi usado em vídeo de propaganda russa

    Embarcação era capaz de transportar 400 militares, 20 tanques e 45 carros de combate

    Imagem de 2019 mostra o navio russo Orsk na Turquia
    Imagem de 2019 mostra o navio russo Orsk na Turquia Burak Akay/Anadolu Agency/Getty Images

    Andreia Mirandada CNN

    Ouvir notícia

    O navio de guerra “Orsk”, que foi bombardeado e afundado pelas forças ucranianas na quinta-feira (24), fez parte de um recente vídeo de propaganda da armada russa.

    De acordo com a CNN, as imagens foram divulgadas pelo canal RT e mostrava veículos militares a serem desembarcados em Orsk, no início da semana, no porto de Berdyansk, no sudeste da Ucrânia. O vídeo abre com imagens capturadas por um drone e mostra militares e artilharia a ser carregada para o navio.

    “Esta é uma visão única: uma armada naval russa em um porto que as tropas ucranianas abandonaram sem lutar, deixando as instalações completamente intactas”, diz o vídeo.

    “O objetivo deste navio é transportar militares e equipamento pesado. Para a operação russa ter sucesso, é fundamental que as tropas sejam abastecidas e sejam reforçadas sem parar”, afirma o jornalista da RT, acrescentando que o navio, que ainda continha armas e provisões para as forças russas lutarem em Mariupol, era capaz de “transportar 400 militares, 20 tanques e 45 carros de combate”.

    O vídeo conta ainda com declarações de um oficial russo, no cais, que afirma que a perda do navio pode significar um revés significativo para a Rússia.

    “A nossa chegada até aqui é um evento marcante. Abre oportunidades completamente novas para a frota do Mar Negro usar a infraestrutura ucraniana existente para as operações logísticas.”

    No entanto, o que o oficial mais temia aconteceu e, apenas quatro dias após o vídeo ter sido transmitido, o Orsk foi bombardeado pelas forças ucranianas ao ponto de afundar no mar de Azov, depois de um tanque de combustível ser atingido pelos mísseis ucranianos.

    Berdyansk, cidade portuária no Mar de Azov, a menos de 80 quilômetros de Mariupol, um acesso privilegiado em direção a Odessa, a terceira maior cidade da Ucrânia e um dos principais portos no Mar Negro, foi um território ocupado pelos invasores logo nos primeiros dias da guerra, em 28 de fevereiro.

    Este conteúdo foi criado originalmente em português (pt).

    versão original

    Mais Recentes da CNN