Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Netanyahu saúda decisão do Tribunal da ONU como rejeição da “discriminação” contra Israel

    Primeiro-ministro israelense disse que Israel tem o direto de se defender

    Primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu
    Primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu REUTERS

    Lauren Izsoda CNN

    O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, saudou na sexta-feira (26) a decisão preliminar do Tribunal Internacional de Justiça sobre a acusação de genocídio da África do Sul como uma rejeição da discriminação contra Israel.

    “Como todos os países, Israel tem o direito inerente de se defender”, disse ele em uma curta mensagem em vídeo.

    “A tentativa vil de negar a Israel esse direito fundamental é uma discriminação flagrante contra o Estado judeu, e foi justamente rejeitada”, afirma o premiê.

    Este conteúdo foi criado originalmente em Internacional.

    versão original