Netflix pode reprimir o compartilhamento de contas e senhas; entenda o que significa

Empresa lançou dois recursos de teste chamados "Membro Adicional" e "Transferência de Perfil"

Sede da Netflix, em Los Angeles, EUA
Sede da Netflix, em Los Angeles, EUA Bing Guan/Bloomberg via Getty Images

Da CNN

Ouvir notícia

As ações da Netflix caíram esta semana depois que a plataforma relatou sua primeira perda de assinantes em mais de uma década. Há um fator que a empresa apontou como prejudicial à receita: o compartilhamento generalizado de senhas. Isso significa que a empresa está prestes a expulsar milhões de espectadores de contas compartilhadas? Não exatamente.

Mas isso pode significar que os assinantes da Netflix em todo o mundo teriam que fazer um esforço para manter seus filhos, amigos ou colegas em suas contas.

Durante anos, a Netflix permitiu que os assinantes compartilhassem suas senhas com pouca interferência. De fato, o serviço admitiu em sua carta aos investidores na terça-feira (19) que a política provavelmente ajudou a impulsionar seu crescimento ao “fazer com que mais pessoas usassem e aproveitassem a Netflix”.

No entanto, esse crescimento estagnou severamente, e a Netflix disse que agora está investigando a “melhor maneira de monetizar a plataforma”. A empresa observou também que, de seus 222 milhões de lares pagantes em todo o mundo, estima que a Netflix é compartilhada com mais de 100 milhões de lares adicionais.

Este poderia ser o fim do compartilhamento de senha

O que isso significa para sua conta? Ainda não está claro, pois a Netflix está nos estágios iniciais de descobrir como ganhar mais dinheiro compartilhando contas.

No mês passado, a empresa disse que está trabalhando há um ano em maneiras de “permitir que os membros que compartilham fora de casa façam isso com facilidade e segurança, pagando um pouco mais”. Tradução: você terá que pagar por essas pessoas extras em sua conta.

A empresa lançou dois recursos de teste em três mercados estrangeiros chamados “Membro Adicional” e “Transferência de Perfil”. Os custos variam com base em vários fatores, mas a Netflix disse que os recursos podem ser adicionados por “uma fração do preço de um plano básico”.

Com o “Membro Adicional”, os assinantes do Netflix Standard e Premium podem adicionar até duas pessoas que não moram com eles em uma conta.

Esses membros “adicionais” terão acesso total à conta principal da Netflix e terão seus próprios perfis e login. Assinaturas adicionais não serão contabilizadas nos números gerais de assinantes pagos da Netflix.

Portanto, se você tiver alguém em sua conta Netflix que não mora em sua casa (um filho na faculdade, um amigo, um primo distante, o que for), você pagará mais pelo acesso.

A opção “Transferência de perfil” permite que os assinantes de qualquer nível de preço transfiram suas informações de perfil, ou seja, seu histórico de visualizações, para uma nova conta pagante.

Ambos os recursos estão sendo testados no Chile, Costa Rica e Peru. A Netflix normalmente testa novos recursos em mercados menores antes de lançá-los em maior escala e, neste momento, não está claro se “Membro adicional” ou “Transferência de perfil” se tornará uma oferta maior ou será descartada.

No entanto, com as ações da empresa despencando e os investidores questionando seu potencial de crescimento futuro, é uma boa aposta que essas ou opções semelhantes possam ser implementadas mais cedo ou mais tarde.

É assim que funciona o streaming

“Sempre tentamos facilitar o compartilhamento dentro da casa de um membro, com recursos como perfis e multi-streaming. Embora sejam muito populares, criaram confusão sobre quando e como a Netflix pode ser compartilhada com outras famílias”, disse a empresa na terça-feira. “Embora não possamos monetizar tudo agora, achamos que é uma grande oportunidade no curto e médio prazo.”

Por outro lado, fazer com que os clientes paguem pelo privilégio de compartilhar suas contas pode sair pela culatra. A Netflix já aumentou seus preços no início deste ano ; custos adicionais podem alienar sua base.

A empresa ainda está nos estágios iniciais de descobrir como monetizar o compartilhamento de senhas e, se a Netflix restringir a prática, outros serviços provavelmente seguirão o exemplo. Como referência no mundo do streaming, a decisão da Netflix pode ter ramificações em todo o setor.

Este conteúdo foi criado originalmente em espanhol.

versão original

Mais Recentes da CNN