Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Noruega intensificará preparação militar devido à guerra na Ucrânia

    Primeiro-ministro norueguês explicou que medida visa garantir que o país esteja "bem preparado e capaz de agir"

    Xiaofei Xuda CNNJames Frater

    A Noruega, um dos poucos países da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) que compartilha fronteira terrestre com a Rússia, deve fortalecer ainda mais sua preparação militar, anunciou o governo na segunda-feira (31).

    O país pode expandir sua “presença e patrulhas em torno da infraestrutura crítica no Mar do Norte” e “infraestrutura crítica em terra”, disse o primeiro-ministro Jonas Gahr Støre.

    Ao anunciar as novas medidas em uma entrevista coletiva em Oslo, ele afirmou que as ações visam garantir que a Noruega esteja “bem preparada e capaz de agir”, já que o país enfrenta sua “situação de política de segurança mais grave que vivemos em várias décadas”.

    Ele pontuou também que a decisão foi tomada com base no conselho do chefe da defesa do país. “A guerra na Ucrânia torna necessário que todos os países da Otan sejam mais vigilantes”, ressaltou.

    Støre enfatizou que “nada aconteceu nas últimas 24 horas ou nos últimos dias para nos fazer intensificar isso agora. São os desenvolvimentos ao longo do tempo que nos fazem dar este passo”.

    Falando ao lado do primeiro-ministro, o chefe de Defesa norueguês, Eirik Kristoffersen, avaliou que a preparação deve durar pelo menos um ano. “A tarefa mais importante das forças armadas é preservar nossa paz e segurança e prevenir conflitos”, destacou Kristoffersen.

    O general do exército explicou que “para resolver esta tarefa, devemos adaptar nossa atividade à situação em que nos encontramos em um determinado momento”, e os militares do país começariam a “repriorizar partes de nossas atividades planejadas para fortalecer nossa prontidão”.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original