Opositor de Putin, Navalny diz que seu status de prisão mudou para “terrorista”

Navalny ironizou a alteração: "As notícias são boas. As palavras 'extremista' e 'terrorista' não são tão tediosas", diz um texto em seu Instagram

Líder ativista da oposição ao governo russo, Alexei Navalny
Líder ativista da oposição ao governo russo, Alexei Navalny Foto: Reuters

Fabrício Juliãoda CNN*

em São Paulo

Ouvir notícia

O opositor e crítico do Kremlin Alexei Navalny disse, nesta segunda-feira (11), que uma comissão de prisão o designou como extremista e terrorista.

Navalny revelou pelo Instagram que foi convocado para participar da reunião que, ao final, a comissão votou unanimemente a favor da mudança de seu status.

“O condenado Navalny professa uma ideologia extremista e terrorista. Portanto, a proposta é colocar Navalny na ficha profissional como extremista e terrorista”, disse um membro da comissão, segundo o opositor.

O russo ironizou a alteração. “As notícias são boas. As palavras ‘extremista’ e ‘terrorista’ não são tão tediosas”, afirmou.

“E com extremismo – uma emoção. Ninguém verifica. Eu temia que eles exigissem que eu beijasse os retratos de Putin e memorizasse as citações de Medvedev, mas isso também não é necessário”, acrescentou.

Alexei Navalny é um dos críticos mais famosos de Vladimir Putin. Navalny foi envenenado com a toxina Novichok em agosto de 2020 e quase morreu. O Kremlin negou repetidamente qualquer envolvimento.

Nas eleições parlamentares russas realizadas no último mês, o partido no poder, que apoia Putin, esmagou o movimento político do oposicionista.

Os aliados de Navalny foram impedidos de concorrer depois que seu movimento foi definido, em junho, como extremista. Outras figuras da oposição alegam que foram alvo de campanhas de truques sujos ou não tiveram permissão para competir.

*Com informações da Reuters

Mais Recentes da CNN