Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Otan deve “garantir que conflito não vá além da Ucrânia”, diz chefe da aliança

    Isso seria ainda mais perigoso, destrutivo e ainda mais mortal. A situação pode sair do controle", declarou Jens Stoltenberg em coletiva de imprensa nesta terça (8)

    Secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, durante entrevista coletiva em Bruxelas
    Secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, durante entrevista coletiva em Bruxelas 24/02/2022 REUTERS/Yves Herman

    Niamh Kennedyda CNN

    Ouvir notícia

    A Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) tem a “responsabilidade de garantir que o conflito não se espalhe para além da Ucrânia”, disse o secretário-geral Jens Stoltenberg.

    Falando durante uma conferência de imprensa conjunta em Riga, capital da Letônia, com o presidente letão Egils Levits nesta terça-feira (8), Stoltenberg observou que o “sofrimento que vemos agora na Ucrânia é horrível”.

    “Temos a responsabilidade de garantir que o conflito não aumente e se espalhe para além da Ucrânia. Isso seria ainda mais perigoso, destrutivo e ainda mais mortal. A situação pode sair do controle”, disse Stoltenberg.

    Em resposta à situação e para “garantir que não haja espaço para erros de cálculo em Moscou”, a Otan “fortaleceu significativamente” sua presença na parte oriental da aliança, acrescentou Stoltenberg.

    “Temos 130 jatos em alerta máximo. Mais de 200 navios do norte ao Mediterrâneo e milhares de soldados adicionais na região”, continuou o chefe da Otan.

    A Otan “protegerá e defenderá cada centímetro do território aliado”, disse Stoltenberg.

    Até agora, a Otan se recusou a se envolver diretamente no conflito – incluindo a criação de uma zona de exclusão aérea – além de apoiar a resistência da Ucrânia à invasão da Rússia.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Mais Recentes da CNN