Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Papa Francisco pede desculpas após comentário homofóbico, diz Vaticano

    Jornais italianos disseram que pontífice de 87 anos usou expressão equivalente a "viadagem" durante reunião com bispos

    Papa Francisco participa de audiência geral semanal, na Praça São Pedro, Vaticano
    Papa Francisco participa de audiência geral semanal, na Praça São Pedro, Vaticano 22/05/2024REUTERS/Guglielmo Mangiapane

    Da CNN

    O Vaticano divulgou um comunicado nesta terça-feira (28) dizendo que o Papa Francisco não teve intenção de usar “linguagem homofóbica” e pede desculpas àqueles que tenham se sentido ofendidos.

    O pronunciamento do Vaticano vem após dois jornais italianos alegarem que o pontífice, de 87 anos, fez comentários homofóbicos em uma reunião a portas fechadas na semana passada. O Papa Francisco teria dito aos bispos italianos para não permitirem que homens gays treinassem para o sacerdócio.

     

    Citando fontes de dentro da reunião, os jornais Corriere della Sera e La Repubblica informaram na segunda-feira (27) que o papa usou a palavra “frociaggine” – algo que, em uma tradução livre, equivale à expressão “viadagem” em português. Trata-se de um termo pejorativo para descrever a comunidade LGBTQIA+.