Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Papa Francisco pede solução diplomática para guerra na Ucrânia

    Conflito entrou em seu terceiro ano no sábado (24)

    O papa também reforçou seu pedido por paz em Israel e no Congo
    O papa também reforçou seu pedido por paz em Israel e no Congo 08/12/2023 - Vatican Media/Divulgação via REUTERS

    Reuters

    O Papa Francisco apelou no domingo (25) a uma solução diplomática por uma paz duradoura na Ucrânia. Na véspera, a guerra entrou em seu terceiro ano.

    “Tantas vítimas, feridos, destruição, angústia e lágrimas num período que se torna terrivelmente longo e cujo fim não está à vista. É uma guerra que não só devasta aquela região, mas também desencadeia ondas globais de ódio e medo”, disse o Papa Francisco durante a oração do Angelus.

    “Rogo para que se encontre um pouco de humanidade para criar as condições para uma solução diplomática em busca de uma paz justa e duradoura”, disse.

    As autoridades do G7 prometeram no sábado (24) apoiar a Ucrânia “enquanto for necessário”, enquanto líderes ocidentais viajaram para Kiev em um gesto de solidariedade.

    Francisco disse estar também preocupado com a escalada da violência na região leste da República Democrática do Congo (RDC).

    Na semana passada, intensificaram-se confrontos violentos entre o exército da RDC e os rebeldes M23 liderados pelos tutsis, apoiados por Ruanda, no leste do Congo, matando dezenas de pessoas e deslocando centenas de milhares de pessoas.

    “Uni-me aos bispos no seu apelo à oração pela paz, esperando o fim dos confrontos e a procura de um diálogo genuíno e construtivo”, disse ele.

    Francisco reiterou as suas orações por Israel, pelos palestinos e pelos “muitos povos devastados pela guerra”.