Parlamentares e ministros começam a discutir possível remoção de Trump

Possibilidade é invocar a 25ª Emenda, que trata da incapacidade temporária ou permanente do presidente exercer o cargo

Guilherme Venaglia, da CNN, em São Paulo*

Ouvir notícia

 

As posições do presidente Donald Trump antes, durante e depois da invasão ao Congresso dos Estados Unidos deflagram discussões sobre a possibilidade de removê-lo da Casa Branca antes mesmo do final do mandato, em 20 de janeiro.

A apuração da CNN internacional é de que alguns membros do gabinete federal e mesmo integrantes da relevantes do Partido Republicano estão começando a tratar da possibilidade de que seja invocada a 25ª Emenda da Constituição americana. Trata-se de um artigo que prevê a possibilidade de o presidente ser declarado incapaz de exercer o cargo e, assim, afastado.

Os membros do Comitê de Justiça da Câmara divulgaram um posicionamento na noite desta quarta-feira (6) defendendo que a emenda seja invocada pelo vice-presidente Mike Pence.

Caso Pence reúna o Gabinete ou o Congresso e obtenha apoio de mais metade ao afastamento, ele assume para dirigir a Casa Branca nos últimos dias de mandato.

Assista e leia também:
Entenda o que é a 25ª Emenda e se Donald Trump pode ser removido do cargo

Congresso dos EUA retoma sessão após invasão

Democracia dos EUA sofre um ataque inédito, diz Biden após invasão ao Congresso

“Mesmo no vídeo divulgado nesta tarde, o presidente Trump revelou que ele não está mentalmente são e ainda é incapaz de processar e aceitar os resultados das eleições de 2020. A disposição do presidente Trump em incitar a violência e as tensões sociais para reverter o resultado das eleições à força claramente demonstram isso”, escreveram os parlamentares.

Palavras duras foram ditas na sessão retomada do Congresso americano, que analisa a certificação do resultado das eleições. O senador Mitt Romney, candidato republicano à Presidência em 2012, afirmou que a invasão foi “uma insurreição incitada pelo presidente dos Estados Unidos”.

*Com informações da CNN internacional

Mais Recentes da CNN