Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Passagem de brasileiros pela fronteira de Gaza só ocorrerá se Israel for pressionado, diz à CNN embaixador da Palestina no Brasil

    Não há expectativa de data para a travessia dos brasileiros da Faixa de Gaza para o Egito pela passagem de Rafah; negociação para a passagem envolve os Estados de Israel e Egito

    Gabriela Pradoda CNN

    em Brasília

    O embaixador da Palestina no Brasil, Ibrahim Alzeben, afirmou à CNN que a travessia dos 32 brasileiros que estão na Faixa de Gaza, assim como outros estrangeiros, depende de Israel e é preciso pressionar o Estado para essa liberação.

    “Só pressionando Israel para passar não somente os brasileiros, mas também cidadãos de outros países”, disse.

    Não há expectativa de data para a travessia dos brasileiros da Faixa de Gaza para o Egito pela passagem de Rafah. A negociação para a passagem envolve os Estados de Israel e Egito.

    Vídeo — População de Gaza tenta fugir da próxima fase da guerra

    O diplomata afirmou que está em contato com os cuidados e que a maioria tem familiares no Brasil e deve ir para as residências de parentes quando forem repatriados.

    Alzeben afirmou também que os serviços de atendimento da embaixada palestina estarão à disposição para esses cidadãos.

    O embaixador estava de férias na Cisjordânia quando o conflito começou. Nos últimos dias, ele conseguiu ir para a Jordânia e deve retornar ao Brasil em 24 de outubro.

    O avião presidencial, cedido para o resgate de brasileiros na Faixa de Gaza, segue de prontidão em Roma, na Itália, à espera da ordem para o resgate dos brasileiros que estão na Faixa de Gaza.

    A aeronave, no entanto, só vai decolar para o Egito quando houver a confirmação de que o grupo conseguiu atravessar a fronteira.

    Depois de chegar ao Egito, quando autorizados, os brasileiros devem seguir de ônibus para o Cairo. De lá, a previsão é que o avião passe por Las Palmas (Espanha), Recife e Brasília.