Pesquisa identifica motivos que levam tubarões a morderem humanos; entenda

Segundo pesquisadores australianos, visão imprecisa desses animais pode confundir pessoas com focas e leões marinhos

Tubarões-brancos estão entre maiores responsáveis de mordidas em humanos
Tubarões-brancos estão entre maiores responsáveis de mordidas em humanos Foto: skeeze/ Pixabay

Amy Woodyattda CNN

Ouvir notícia

Existem teorias de que quando grandes tubarões brancos mordem humanos, é um caso de identidade equivocada. Agora, uma nova pesquisa que simula a visão desses animais mostrou que esta pode realmente ser a razão.

Pesquisadores da Universidade de Macquarie, na Austrália, descobriram que os humanos nadando ou praticando remo têm uma forte semelhança com focas e leões marinhos nos olhos de tubarões brancos jovens.

Esta espécie, junto com os tubarões-touro e os tubarões-tigre, são responsáveis ​​pela maioria das mordidas em humanos, disseram os pesquisadores em pesquisa publicada nesta quarta-feira (27).

Tubarões-brancos são os maiores peixes predadores do mundo, de acordo com o Fundo Mundial de Vida Selvagem (WWF, em inglês), e são conhecidos por arrancar pedaços de suas presas, que podem ser engolidas por inteiro.

Incidentes com tubarões mordendo humanos são raros, mas aumentaram “substancialmente” nos últimos 20 anos, descobriram os pesquisadores da Universidade Macquarie.

Mas, apesar de sua reputação temível, os grandes tubarões brancos são uma espécie vulnerável e seu número está diminuindo, de acordo com o WWF.

Os pesquisadores estudaram e compararam vídeos subaquáticos de focas, leões marinhos e humanos nadando de várias maneiras, com humanos remando em pranchas de surfe de diferentes tamanhos, usando câmeras fixas e móveis para capturar as imagens.

“Colocamos uma GoPro em uma scooter subaquática e a configuramos para viajar em uma velocidade de cruzeiro típica para tubarões predadores”, disse a autora principal Laura Ryan, pesquisadora de pós-doutorado em sistemas sensoriais de animais no Laboratório de Neurobiologia da universidade.

Usando um catálogo de dados da neurociência do tubarão, os pesquisadores aplicaram filtros ao vídeo e criaram programas de modelagem que simulariam a maneira como um jovem tubarão branco veria os movimentos e formas de diferentes objetos.

Os pesquisadores confirmaram que os humanos que nadam e remam em pranchas de surfe têm uma forte semelhança com focas e leões marinhos nos olhos dos jovens tubarões brancos. A maioria dos tubarões é daltônica, o que significa que as cores das pranchas de surfe e das roupas de mergulho fazem pouca diferença.

“Entender por que ocorrem mordidas de tubarão pode nos ajudar a encontrar maneiras de evitá-las, enquanto mantém os humanos e os tubarões mais seguros”, acrescentou Ryan.

(Texto traduzido. Clique aqui para ler o original em inglês)

Mais Recentes da CNN