Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Pessoas criticam confusão em venda de ingressos para show da coroação de Charles III

    Fãs disseram que as instruções da empresa Ticketmaster sobre como garantir os ingressos alocados no terceiro lote foram confusas e contraditórias.

    Anna Coobanda CNN

    A empresa Ticketmaster foi contratada pela BBC para cuidar da bilheteria do show que acontecerá no dia 7 de maio, para comemorar a coroação do rei Charles III.

    No entanto, alguns fãs que receberam um e-mail do site de venda de ingressos dizendo que ganharam tickets para o evento dizem que, posteriormente, foram informados de que todos haviam acabado.

    Alguns fãs disseram que as instruções da Ticketmaster sobre como garantir os ingressos alocados na terceiro lote foram confusas e contraditórias.

    Os fãs compartilharam no Twitter capturas de tela de e-mails da empresa dizendo que receberam ingressos, mas precisavam “agir rapidamente” para reivindicá-los, porque estavam sendo oferecidos “a um grupo selecionado aleatoriamente, onde quem chegasse primeiro ficaria com as entradas”.

    No entanto, algumas pessoas mostraram ter sido informadas que tinham até às 12h de 27 de abril para reivindicar seus ingressos.

    “Se você não reivindicar seus ingressos até esta data, eles serão realocados”, disse a Ticketmaster no e-mail, de acordo com uma captura de tela publicada por um usuário do Twitter.

    “Como tantos outros, recebi o e-mail do @Ticketmaster para dizer que tinha ingressos para o show da Coroação, mas todos acabaram. Como pode ser?! Atroz”, afirmou um usuário.

    Outra fã escreveu que estava “mais do que desapontada” por perder os ingressos que pensava ter ganho, e criticou a “bagunça total de um sistema” da Ticketmaster.

    Um porta-voz da empresa disse à CNN que todos os ingressos que não foram utilizados das duas cédulas anteriores foram liberados na terça-feira (25).

    Esses bilhetes foram “lançados por ordem de chegada para aqueles que já haviam se inscrito na cédula (e não tiveram sucesso). Isso inevitavelmente foi muito rápido”, disse o porta-voz.

    Apenas as pessoas que obtiveram sucesso nas duas primeiras votações receberam ingressos “garantidos”, acrescentou o porta-voz, desde que reivindicassem dentro de três semanas.

    A BBC, que está organizando o show, anunciou em fevereiro que os 10 mil ingressos seriam alocados com base na “difusão geográfica da população do Reino Unido e não por ordem de chegada”. A emissora se recusou a comentar diretamente sobre o assunto.

    Polêmicas recentes

    A atual situação dos ingressos para o show da coroação do rei Charles III é o mais recente de uma série de transtornos para o site de venda de ingressos.

    A Ticketmaster teve problemas em novembro, quando a grande demanda pela Eras Tour, de Taylor Swift, invadiu a plataforma, enfurecendo milhões de fãs que não conseguiram ingressos, incluindo aqueles que já possuíam um código de pré-venda.

    Incapaz de resolver o problema, a Ticketmaster cancelou uma venda subsequente de ingressos para os shows de Taylor Swift para o público em geral, citando “demandas extraordinariamente altas nos sistemas de bilheteria e estoque insuficiente para atender a essa demanda”.

    A situação levou legisladores dos EUA a investigar se a Ticketmaster tem o monopólio da venda de ingressos para eventos, resultando em preços mais altos para os clientes.

    Além disso, em março, algumas pessoas disseram que não conseguiam acessar o site da Ticketmaster para garantir bilhetes para o Eurovision Song Contest.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original