Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Polícia escocesa prende três pessoas por protestos após morte da rainha

    Prisões estariam relacionadas a violações de paz enquanto o caixão com o corpo de Elizabeth II era movido em Edimburgo

    Cortejo leva corpo da rainha Elizabeth II até Catedral de St Giles, em Edimburgo
    Cortejo leva corpo da rainha Elizabeth II até Catedral de St Giles, em Edimburgo Reprodução/CNN Brasil (12.set.2022)

    Da Reuters

    A polícia escocesa disse ter feito três prisões em Edimburgo relacionadas a violações da paz – causando distúrbios – no domingo e na segunda-feira, enquanto o caixão da rainha Elizabeth II era movido pela cidade.

    Uma mulher de 22 anos, que havia sido fotografada segurando um cartaz antimonarquia, e um homem de 74 anos que foram presos separadamente no domingo (11) foram acusados ​​de violar a paz.

    O terceiro, um homem de 22 anos preso nesta segunda-feira (12) ao longo da rota da procissão do caixão da rainha por Edimburgo, ainda não foi acusado.

    A Reuters não pôde verificar as circunstâncias em torno de nenhuma das prisões.

     

    Até agora, centenas de milhares de pessoas enlutadas se reuniram nas ruas para ver seu carro funerário enquanto ele viaja pelo país, principalmente arrancando lágrimas, aplausos ou reflexões sombrias.

    Nesta segunda-feira (12), imagens de um carro funerário carregando o caixão da rainha, seguido a pé por seus filhos, mostraram uma manifestante interpelando seu filho, o príncipe Andrew, antes de ser puxada da multidão por um homem. Ele foi então separado da multidão por policiais.

    Elizabeth morreu na última quinta-feira (2) em sua casa de férias em Balmoral, nas Terras Altas da Escócia, aos 96 anos após um reinado de 70 anos, mergulhando a nação em luto.