Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Pressão política ocidental acelera integração da Rússia com Belarus, diz Putin

    Os dois vizinhos eslavos assinaram um Tratado da União em 1997 que pretendia restaurar alguns dos laços estreitos quebrados pelo colapso da União Soviética

    Presidente da Rússia, Vladimir Putin, discursa em Moscou
    Presidente da Rússia, Vladimir Putin, discursa em Moscou 30/06/2022 Sputnik/Aleksey Nikolskyi/Kremlin via REUTERS

    Kevin Liffeyda Reuters

    em Londres

    Ouvir notícia

    O presidente russo Vladimir Putin disse, nesta sexta-feira (1º), que a pressão política do Ocidente está acelerando a integração de Belarus com a vizinha Rússia, que vem ocorrendo há mais de duas décadas.

    “A pressão política e social sem precedentes do chamado Ocidente coletivo está nos empurrando para acelerar o processo de unificação: juntos para minimizar os danos das sanções ilegais, para simplificar o domínio da produção de produtos necessários, para desenvolver novas competências, para expandir a cooperação com países amigos”, disse Putin em um fórum bilateral.

    Os dois vizinhos eslavos assinaram um Tratado da União em 1997 que pretendia restaurar alguns dos laços estreitos quebrados pelo colapso da União Soviética.

    Mas o entusiasmo do presidente autocrático de Belarus, Alexander Lukashenko, por uma integração política mais próxima aumentou e diminuiu, assim como a dependência econômica de Belarus de seu primo muito maior e mais rico.

    Lukashenko ficou mais em dívida com Moscou no final de 2020, quando Putin forneceu apoio político e financeiro ao reprimir uma onda de protestos antigovernamentais desencadeados por uma eleição presidencial que a oposição disse ter sido fraudada.

    Em fevereiro, Lukashenko permitiu que Moscou usasse a Belarus como plataforma de lançamento para algumas das colunas blindadas russas que invadiram o vizinho do sul de Belarus, a Ucrânia.

    O ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, disse na semana passada que os dois países devem tomar medidas conjuntas urgentes para melhorar suas capacidades de defesa e a prontidão de combate das tropas. Leia história completa

    De acordo com o Tratado da União, cada estado permanece soberano, mas concede aos cidadãos do outro os direitos de residência e cidadania.

    Embora a união tenha promovido a integração econômica e forneça defesa mútua em caso de ataque, os esforços para estabelecer uma moeda comum falharam quase duas décadas atrás.

    Mais Recentes da CNN