Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Programa Alimentar Mundial está ficando sem recursos em Gaza e alerta para fome

    Grupo pontuou que tem recursos na fronteira do enclave, mas que não consegue autorização para entrar na área

    Destruição em campo de refugiados palestinos em Gaza após ataque aéreo de Israel
    Destruição em campo de refugiados palestinos em Gaza após ataque aéreo de Israel Reuters

    Chloe Liuda CNN

    O Programa Alimentar Mundial (PAM) está ficando sem estoques dentro da Faixa de Gaza e não consegue levar mais alimentos para o enclave, segundo Corinne Fleischer, diretora regional da organização humanitária das Nações Unidas (ONU).

    Fleischer disse que o PAM tem suprimentos suficientes para alimentar 1,3 milhão de pessoas durante duas semanas. Esses recursos estão amontoados na fronteira e prontos para ir para o enclave, mas o grupo ainda não pode entrar com segurança em Gaza, acrescentou a diretora.

    Veja também: Faremos “operação terrestre significativa”, diz Israel

    “Estamos conversando com todas as partes para podermos entrar. Infelizmente, ainda não recebemos essa aprovação. Precisamos conseguir cruzar a fronteira, precisamos ter corredores de abastecimento seguros para ir aos abrigos e distribuir o comida”, explicou Fleischer à CNN em entrevista neste domingo (15).

    “[Nós] estamos ficando sem tempo, as pessoas estão realmente ficando com fome”, destacou.

    Até agora, o PAM forneceu alimentos enlatados, pão e dinheiro a 520 mil pessoas em Gaza. Espera-se que o grupo alcance mais 224 mil pessoas no domingo, “apesar do caos absoluto e de nossos funcionários estarem em abrigos sem comida, sem colchões, sem água, sem banheiros, sem eletricidade”, ressaltou Fleischer.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original