Putin está “determinado” a atingir seu objetivo na Ucrânia, diz oficial francês

Presidente da França e chanceler da Alemanha participaram de um telefonema com o líder russo neste sábado

Presidente da Rússia, Vladimir Putin, durante visita a escola de aviação em Moscou
Presidente da Rússia, Vladimir Putin, durante visita a escola de aviação em Moscou Sputnik/Mikhail Klimentyev/Kremlin via REUTERS

Melissa Bellda CNN

Ouvir notícia

O estado de espírito do presidente russo, Vladimir Putin, permanece “determinado”, afirmou uma fonte após um telefonema neste sábado (12) entre o presidente francês Emmanuel Macron, o chanceler alemão Olaf Scholz e Putin.

A fonte da presidência francesa disse que desde que os três líderes falaram pela última vez na quinta-feira (10), Putin parecia ainda estar “determinado a alcançar seus objetivos na Ucrânia“, mas que o fato de ele continuar a falar com os líderes francês e alemão sugere que “ele não exclui a possibilidade de uma solução diplomática por completo”.

Ainda neste sábado, antes da ligação, o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky pediu a Macron que pressionasse Putin por um cessar-fogo e levantasse a questão da detenção do prefeito de Melitopol. A fonte disse que Macron e Scholz fizeram isso.

“Pedimos um cessar-fogo imediato”, afirmou a fonte, “e o início das negociações em três pontos: as questões relativas à segurança, as que se relacionam com a soberania ucraniana e, em terceiro lugar, as questões levantadas recentemente pela Ucrânia e pela Rússia”.

Outras sanções estão sendo planejadas tanto pelo G7 quanto pela União Europeia, disse a fonte. As novas sanções europeias serão discutidas na próxima semana em Bruxelas.

Questionado sobre a possibilidade de sanções europeias às exportações russas de energia, a fonte repetiu o que Macron havia dito na cúpula do líder em Versalhes na sexta-feira (11): que nada era “tabu”, sem opção fora da mesa.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN