Requisitos mais rígidos para viajantes que chegam aos EUA entram em vigor dia 6

A partir de segunda-feira (6), viajantes precisam apresentar teste de Covid-19 realizado em até 24 horas antes de entrar no país

Passageiros no Aeroporto Internacional Newark Liberty em Newark, nos Estados Unidos
Passageiros no Aeroporto Internacional Newark Liberty em Newark, nos Estados Unidos 24/11/2021 REUTERS/Eduardo Munoz

Kaitlan CollinsPaul LeBlancda CNN

Ouvir notícia

Os novos e mais rigorosos requisitos de testes de Covid-19 do governo Biden, para todos os viajantes que chegam aos Estados Unidos, entrarão em vigor na segunda-feira (6), disse um funcionário do governo à CNN.

As novas regras exigirão que cada passageiro que voe de outro país para os EUA faça o teste um dia antes de sua partida, alterando as regras que permitiam que os viajantes fizessem o teste até três dias antes de entrar no país.

A nova regra dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA entrará em vigor às 10h, pelo horário de Brasília.

A mudança na política – que o presidente Joe Biden anunciou na quinta-feira (2) junto com uma lista de novas medidas para combater a Covid-19 – ressalta a ameaça potencial representada pela recém-descoberta variante Ômicron. Os cientistas ainda estão trabalhando para determinar o quão transmissível é a variante, quão doente ela torna as pessoas e quão eficaz são as vacinas atuais contra ela.

“Os especialistas dizem que os casos da Covid-19 continuarão a aumentar nas próximas semanas e neste inverno [norte-americano]”, disse o presidente. “Então, precisamos estar prontos.”

Qualquer cidadão estrangeiro que viajar para os Estados Unidos deve estar totalmente vacinado, embora não haja exigência de vacinação para cidadãos norte-americanos que viajam de avião, seja global ou nacionalmente. A Casa Branca disse no início do dia que a exigência de vacina para viagens domésticas permanecia na mesa como uma opção para o futuro.

Na segunda-feira, os EUA proibiram todas as viagens da África do Sul e de sete nações vizinhas, com exceção de cidadãos americanos e residentes permanentes legais, que devem apresentar teste negativo para entrar nos EUA. Questionado na terça-feira por quanto tempo as atuais restrições a viagens permaneceriam em vigor, Biden disse: “Bem, meio que depende.”

“Vai semana a semana, para determinar o que precisamos e em que estado estão as coisas. Vamos aprender muito mais nas próximas semanas sobre a letalidade desse vírus, sobre quanto ele se espalha, sobre se o que temos pode controlá-lo, etc.”, continuou Biden.

As autoridades de saúde estão pedindo às pessoas que sejam vacinadas contra a Covid-19 ou que tomem uma dose de reforço, se forem elegíveis. Outras medidas como máscaras, lavagem das mãos, distanciamento físico e ventilação ainda funcionarão contra a variante Ômicron.

A variante Delta do coronavírus continua sendo a variante dominante globalmente e nos Estados Unidos.

(Texto traduzido, leia original em inglês aqui)

Mais Recentes da CNN