Residência de Carlos Ghosn é danificada pela explosão no Líbano

O executivo vive em Beirute desde sua espetacular fuga de prisão domiciliar em Tóquio, no Japão

O ex-presidente da Nissan Carlos Ghosn
O ex-presidente da Nissan Carlos Ghosn Foto: Nissan/Reprodução

Raquel Landimda CNN

Ouvir notícia

A residência de Carlos Ghosn, ex-presidente da Nissan, teve janelas destruídas nesta terça-feira (4) pela explosão em Beirute no Líbano.

Ele e sua esposa, Carole, estão bem, conforme pessoas próximas à família. 

          Leia também:
          
Hospitais em Beirute estão em “situação caótica”
          ‘Não temos mais nada’: moradores de Beirute descrevem cenas apocalípticas
          Embaixada em Beirute divulga telefone de plantão para atender brasileiros

O executivo vive em Beirute desde sua espetacular fuga de prisão domiciliar em Tóquio, no Japão. A operação de saída do país envolveu até o esconderijo em uma mala.

Ghosn é acusado pelas autoridades japonesas de subnotificar sua renda e de violação de confiança. Ele foi o responsável pela aliança das empresas Renault e Nissan.

O executivo tem tripla nacionalidade: brasileira, francesa e libanesa.

Tópicos

Mais Recentes da CNN