Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Rishi Sunak assume como primeiro-ministro do Reino Unido nesta terça-feira (25)

    Ex-ministro das Finanças toma posse após Liz Truss abdicar do cargo

    Da CNN

    Rishi Sunak toma posse como primeiro-ministro do Reino Unido nesta terça-feira (25). Sunak será o terceiro premiê em menos de dois meses, e admite que tem um grande desafio para recuperar a economia britânica.

    Antes de ser oficializado de fato como primeiro-ministro, Sunak deverá encontrar-se com o monarca britânico Charles III nesta terça-feira. Ele será o primeiro premiê nomeado pelo novo rei após a morte da rainha Elizabeth II em setembro.

    A CNN teve conhecimento que o rei estava viajando para Londres da propriedade real privada de Sandringham na tarde de segunda-feira, como já estava planejado. Ele terá uma audiência com Liz Truss na manhã de terça-feira antes de se encontrar com Sunak.

    “É o maior privilégio da minha vida servir ao Partido Conservador e devolver ao país a quem devo tanto”, disse Sunak.

    “O Reino Unido é um grande país, mas não há dúvida de que enfrentamos um profundo desafio econômico. Precisamos de estabilidade e unidade e tornarei a minha prioridade unir o nosso país e o nosso partido, porque essa é a única forma de superar os desafios que enfrentamos e construir um futuro mais próspero para nossas crianças e netos”, acrescentou.

    O analista de Internacional da CNN, Lourival Sant’Anna descreve a nova gestão como um desafio agravado pelo governo de Liz Truss, que prejudicou a credibilidade do Reino Unido e o mercado passou a duvidar da capacidade do país em financiar gastos.

    “Ela quis cumprir a promessa de cortar impostos e ao mesmo tempo aumentar gastos, algo que Sunak tinha advertido em debates, antes de Truss assumir, que era um conto de fadas isso que ela estava prometendo”, comentou Lourival.

    Com perfil mais prudente, Rushi Sunak chegou a prometer anteriormente que reduziria o imposto de renda de 19% para 15% até 2029. Enquanto Liz Truss, sua oponente na disputa pelo cargo, queria cortar os impostos imediatamente.

    Quem é Rishi Sunak, o próximo primeiro-ministro do Reino Unido

    Apenas sete semanas atrás, parecia que tudo poderia estar acabado para Rishi Sunak.

    O ex-chanceler fez uma aposta de alto risco e perdeu. Ele lançou um ataque que ajudou a acabar com a liderança de Boris Johnson, se apresentou como seu substituto, mas acabou ficando em segundo lugar atrás de Liz Truss. Admitindo a derrota, ele se retirou para as bancadas parlamentares.

    Mas em um sinal de quão imprevisível a política britânica se tornou, Sunak agora vence a liderança para substituir Truss, que renunciou na semana passada.

    Ele se torna a primeira pessoa não branca a liderar o Reino Unido – e aos 42 anos, também a pessoa mais jovem a assumir o cargo em mais de 200 anos.

    Sunak, cujos pais vieram da África Oriental para o Reino Unido na década de 1960, é descendente de indianos. Seu pai era um médico local, enquanto sua mãe administrava uma farmácia no Sul da Inglaterra, algo que Sunak diz que deu a ele seu desejo de servir ao público.

    Ele tem experiência no combate à crise econômica, tendo guiado o Reino Unido na pandemia de Covid-19 e se posicionado como o candidato das “finanças sólidas”.

    Mas Sunak enfrentou críticas por ser elitista, tendo estudado nas exclusivas universidades Winchester College, Oxford e Stanford. Ele é conhecido por seu gosto caro pela moda e trabalhou para bancos e fundos de hedge, incluindo Goldman Sachs.

    Sunak também foi examinado sobre os acordos fiscais de sua esposa Akshata Murty, filha de um bilionário indiano.

    No início deste ano, Sunak e Murty apareceram na lista de ricos do Sunday Times das 250 pessoas mais ricas do Reino Unido. O jornal estimou seu patrimônio líquido conjunto em £ 730 milhões (US$ 826 milhões).

    (Publicado por Anna Gabriela Costa)