Rússia afirma que tomou a cidade de Kherson, no sul da Ucrânia

Em vídeos postados nas redes sociais, veículos militares russos foram vistos próximos à cidade nesta terça-feira (1º), após dias de bombardeios e intensos combates

Prédio do governo de Kharkiv, segunda maior cidade da Ucrânia
Prédio do governo de Kharkiv, segunda maior cidade da Ucrânia Anadolu Agency via Getty Images

Da Reuters

Ouvir notícia

O Ministério da Defesa da Russia afirmou nesta quarta-feira (2) que as forças armadas do país tomaram a cidade de Kherson, no sul da Ucrânia. “As divisões russas das Forças Armadas tomaram o controle total do centro regional de Kherson”, afirmou o porta-voz da pasta, Igor Konashenkov.

Entretanto, o Ministério de Defesa da Ucrânia negou a informação. “De acordo com as informações de nossa brigada, as batalhas estão acontecendo agora”, disse um porta-voz do ministério. “A cidade não está totalmente capturada, algumas partes estão sob nosso controle”.

Em vídeos postados nas redes sociais, veículos militares russos foram vistos próximos à cidade nesta terça-feira (1º), após dias de bombardeios e intensos combates. As publicações fornecem novas evidências de que os russos estão em Kherson sem impedimentos.

Na tarde de terça, o prefeito de Kherson, Igor Kolykhaiev, postou uma mensagem pedindo ajuda nas redes sociais, alertando que a cidade estava sob ataque. “Edifícios residenciais e instalações urbanas estão queimando”, escreveu ele.

“Nós NÃO somos militares! Mas vou manter a cidade e seu funcionamento enquanto eu puder”, escreveu Kolykhaiev. “Se os soldados russos e sua liderança me ouvirem. Peço: saia da nossa cidade, pare de bombardear os civis. Você já pegou tudo o que queria. Incluindo vidas humanas.”

Segundo o governador da região de Kharkiv, no leste da Ucrânia, pelo menos 21 pessoas morreram e 112 ficaram feridas em um bombardeio nesta quarta. As autoridades ucranianas afirmaram que mísseis russos atingiram áreas residenciais e prédios da admnistração no centro da cidade.

Mais Recentes da CNN