Biden fecha espaço aéreo americano para Rússia e diz que EUA só lutarão por aliados da Otan

"Na batalha entre democracia e autocracia, as democracias estão crescendo até o momento, e o mundo está claramente escolhendo o lado da paz e da segurança", afirmou o presidente dos EUA

Douglas Portoda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou, nesta terça-feira (1º), em seu primeiro discurso de Estado da União, o fechamento do espaço aéreo do país para a Rússia.

“Esta noite estou anunciando que nos juntaremos aos nossos aliados para fechar o espaço aéreo americano para todos os voos russos – isolando ainda mais a Rússia – e adicionando um aperto adicional – em sua economia. O rublo perdeu 30% de seu valor”, afirmou Biden.

Segundo Biden, as forças dos EUA não estão indo à Europa para lutar na guerra da Ucrânia, mas sim defender os aliados da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), caso o presidente russo, Vladimir Putin, decida avançar para o Oeste.

“Para esse fim, mobilizamos forças terrestres americanas, esquadrões aéreos e desdobramentos de navios para proteger os países da Otan, incluindo Polônia, Romênia, Letônia, Lituânia e Estônia”, declarou.

São destacadas pelo presidente norte-americano a união de líderes e a unificação da Europa e do Ocidente em torno da questão. “Na batalha entre democracia e autocracia, as democracias estão crescendo até o momento, e o mundo está claramente escolhendo o lado da paz e da segurança.”

Impulsionamento da economia e indústria norte-americana

Joe Biden evidenciou a aprovação do Plano de Resgate Americano, que em suas palavras, “poucas leis fizeram mais em um momento crítico de nossa história para nos tirar da crise”. Ele afirma que a medida impulsionou os esforços de vacinação para o combate da Covid-19 e amenizou os efeitos econômicos da pandemia.

“Ele forneceu alívio econômico imediato para dezenas de milhões de americanos. Ajudou a colocar comida na mesa deles, a manter um teto sobre suas cabeças e a reduzir o custo do seguro de saúde. E como meu pai costumava dizer, isso dava às pessoas um pouco de espaço para respirar. E, ao contrário do corte de impostos de US$ 2 trilhões aprovado no governo anterior que beneficiou o 1% dos americanos mais ricos”.

Foi enfatizada a criação de 6,5 milhões de vagas de trabalho no ano passado, “mais empregos criados em um ano do que nunca na história da América.”

Com isso, Biden enfatiza que os EUA vão vencer a competição econômica do século 21 com resto do mundo, e particularmente com a China. “Como eu disse a Xi Jinping [presidente chinês], nunca é uma boa aposta apostar contra o povo americano.”

“Criaremos bons empregos para milhões de americanos, modernizando estradas, aeroportos, portos e hidrovias em toda a América”, continuou.

Mais Recentes da CNN