Rússia culpa gigantes da tecnologia dos EUA pela interferência nas eleições

Ministério das Relações Exteriores da Rússia convocou o embaixador dos EUA, John Sullivan, para se encontrar com o vice-ministro da pasta e discutir suposta interferência

Bandeiras dos Estados Unidos e da Rússia
Bandeiras dos Estados Unidos e da Rússia REUTERS

Maria Tsvetkovada Reuters

Ouvir notícia

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia disse, nesta sexta-feira (10), que convocou o embaixador dos EUA, John Sullivan, para se encontrar com o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov, devido a uma suposta interferência nas eleições parlamentares de setembro.

A Rússia tem “provas inegáveis” de que gigantes da tecnologia, com sede nos Estados Unidos, violaram as leis russas antes das próximas eleições, disse o Ministério das Relações Exteriores em um comunicado.

Não especificou a quais empresas e violações se referia.

“A este respeito, foi afirmado que a interferência nos assuntos internos de nosso país era absolutamente inaceitável”, disse o comunicado.

A Embaixada dos Estados Unidos na Rússia e o Departamento de Estado não responderam imediatamente a um pedido de comentários.

A Rússia disse no início deste mês que pode tratar como recusa eleitoral da Apple e do Google a remoção do aplicativo do crítico do Kremlin, Alexei Navalny, de suas lojas online.

Navalny e seus aliados promovem um plano de votação tático, que exige que os seguidores apoiem os candidatos considerados como tendo as melhores chances de derrotar o partido governante Rússia Unida em campanhas eleitorais locais.

Mais Recentes da CNN