Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Rússia diz que ações do Ocidente a obrigam a aumentar sua dissuasão nuclear

    Vice-ministro das Relações Exteriores diz que a Rússia não estava, no entanto, mudando sua própria doutrina nuclear

    Mísseis nucleares balísticos russos Yars em lançadores móveis passam pela Praça Vermelha durante os ensaios do desfile militar do Dia da Vitória em 6 de maio de 2018 em Moscou, Rússia.
    Mísseis nucleares balísticos russos Yars em lançadores móveis passam pela Praça Vermelha durante os ensaios do desfile militar do Dia da Vitória em 6 de maio de 2018 em Moscou, Rússia. Mikhail Svetlov/Getty Images

    Vladimir Soldatkinda Reuters em Moscou

    A Rússia está alertando seus adversários ocidentais de que se sente obrigada a aumentar sua dissuasão nuclear devido ao que vê como uma “escalada” em curso, disse o vice-ministro das Relações Exteriores, Sergei Ryabkov, nesta quinta-feira (9).

    Ryabkov foi citado pela agência de notícias estatal RIA como tendo dito que a Rússia não estava, no entanto, mudando sua própria doutrina nuclear, que permite o uso de armas nucleares em caso de ameaça existencial ao Estado russo.

    “No momento, não há mudanças a este respeito. Mas a situação em si está mudando, então a forma como os documentos básicos nesta área se relacionam com as necessidades de garantir a nossa segurança é objeto de análise constante”, disse Ryabkov.

    “Advertimos os nossos oponentes que a sua trajetória de escalada confronta-nos, naturalmente, com a necessidade de tomar medidas que realmente signifiquem reforçar as nossas medidas de dissuasão”, completou.

    Ele disse que os exercícios militares envolvendo armas nucleares táticas da Rússia, anunciados por Moscou no início desta semana, fazem parte desses esforços.