Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Rússia e Ucrânia voltarão a negociar cessar-fogo nesta quarta, diz agência russa

    Primeiro encontro de delegações diplomáticas dos países, na região de fronteira com Belarus, terminou sem acordo na segunda-feira (28)

    Da Reuters

    Ouvir notícia

    A segunda rodada de negociações entre Rússia e Ucrânia está planejada para 2 de março, informou a agência de notícias russa TASS nesta terça-feira (1º), citando uma fonte do lado russo.

    O primeiro encontro, nesta segunda (28), foi encerrado sem acordo sobre um possível cessar-fogo para a guerra, que já persiste há seis dias.

    O assessor presidencial ucraniano, Mykhailo Podolyak, informou a repórteres após a primeira reunião que os representantes retornariam às suas respectivas capitais antes de uma segunda rodada de negociações.

    “As delegações ucranianas e russas realizaram a primeira rodada de negociações. Seu objetivo principal era discutir o cessar-fogo e o fim das ações de combate no território da Ucrânia”, disse Podolyak.

    “As partes determinaram os tópicos onde certas decisões foram mapeadas. Para que essas decisões sejam implementadas como um roteiro, as partes estão retornando para consultas às suas capitais”, acrescentou.

    “As partes discutiram a realização de mais uma rodada de negociações onde essas decisões podem ser desenvolvidas”, concluiu o assessor.

     

    A guerra nesta terça (1º)

    Pelo menos seis pessoas ficaram feridas, incluindo uma criança, em uma explosão na segunda maior cidade da Ucrânia, Kharkiv, disse o Serviço de Emergência do Estado da Ucrânia em um post do Telegram nesta terça-feira (1°).

    A explosão atingiu um prédio do governo, de acordo com vídeos do incidente postados pelo Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia (MOFA) e funcionários do governo. Os clipes foram publicados também na terça-feira, no horário local, e foram verificados pela CNN.

    O ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kubela, disse que “ataques com mísseis russos” causaram a explosão. Ele reforçou, então, o pedido para que outros países “isolem a Rússia totalmente”.

    A busca por possíveis vítimas continua em andamento, ainda segundo o governo.

    Na segunda-feira (28), pelo menos nove civis foram mortos por ataques com foguetes russos em Kharkiv, disse o prefeito Ihor Terekhov. Segundo ele, três crianças morreram.

    “Os mísseis atingiram prédios residenciais, matando e ferindo civis pacíficos. Kharkiv não vê tantos danos há muito tempo. E isso é horrível”, disse ele. Terekhov disse que quatro pessoas saíram do abrigo para pegar água e foram mortas.

    Uma família de dois adultos e três crianças foi queimada viva em seu carro, disse ele. Outras 37 pessoas ficaram feridas. A administração da cidade de Kharkiv deu os mesmos números.

    Mais Recentes da CNN