Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Entenda quem pode assumir caso o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, caia

    Dois ministros renunciaram a seus cargos nesta terça-feira (5) em meio a uma série de escândalos que prejudicaram a imagem do governo

    O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, vive uma crise em seu governo
    O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, vive uma crise em seu governo REUTERS/Yves Herman

    Por Andrew MacAskill, da Reuters

    Ouvir notícia

    Nesta terça-feira (5), os ministros britânicos das Finanças e da Saúde, além de outros integrantes do governo, renunciaram a seus cargos, colocando o mandato do primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, em perigo após uma série de escândalos que prejudicaram a imagem da gestão do premier.

    Johnson é alvo de críticas da população britânica desde que um relatório do governo detalhou uma série de festas que violaram lockdown da Covid-19 em sua residência e gabinete oficiais em Downing Street, em Londres.

    Abaixo, um resumo de alguns dos principais cotados para substituí-lo caso ele renuncie ou seja derrubado:

    • Liz Truss

    A secretária de Relações Exteriores é querida entre a militância dos conservadores e frequentemente lidera as pesquisas de membros do partido realizadas pelo website “Conservative Home”.

    Truss tem uma imagem pública cultivada cuidadosamente. Ano passado, foi fotografada em um tanque, evocando uma famosa imagem de 1986 da primeira mulher a ser primeira-ministra, Margaret Thatcher.

    A política de 46 anos passou os dois primeiros anos do governo de Johnson como secretária de Comércio Internacional, promovendo o Brexit, e foi nomeada negociadora principal com a União Europeia em 2021.

    • Jeremy Hunt

    O ex-secretário de Relações Exteriores, de 55 anos, ficou em segundo na disputa pela liderança do Partido Conservador em 2019.

    Hunt pode oferecer um estilo de liderança mais sério e menos polêmico após a conturbada passagem de Johnson.

    No início do ano, ele afirmou que sua ambição de se tornar primeiro-ministro “não desapareceu por completo”. Hunt disse ainda que iria contra Johnson em uma votação de confiança realizada no mês passado e vencida por pouco pelo atual premier.

    • Ben Wallace 

    O ministro da Defesa, Ben Wallace, de 52 anos, ascendeu nos últimos meses e se tornou o membro do governo mais popular entre conservadores, de acordo com o site “Conservative Home”, graças à sua condução da crise na Ucrânia.

    • Rishi Sunak

    O ex-ministro das Finanças era, até o ano passado, o favorito para suceder Johnson. Sunak foi elogiado por elaborar um pacote de resgate para a economia durante a pandemia de coronavírus, além de um programa de retenção de empregos, que impediu o desemprego em massa, que poderia custar até 410 bilhões de libras.

    • Nadhim Zahawi

    O novo ministro das Finanças impressionou pela atuação como ministro das Vacinas durante a pandemia do coronavírus, quando o Reino Unido teve um dos programas mais rápidos de vacinação contra a Covid-19 no planeta.

    A história pessoal de Zahawi, um ex-refugiado que saiu do Iraque quando criança com destino ao Reino Unido, o destaca entre outros pleiteantes conservadores.

    • Penny Mordaunt

    A ex-secretária de Defesa foi demitida por Johnson quando ele se tornou primeiro-ministro após Penny apoiar seu adversário Jeremy Hunt durante a última disputa pela liderança do partido.

    Mordaunt foi uma apoiadora calorosa da saída do Reino Unido da União Europeia e se tornou notícia ao participar de um reality show de mergulho na televisão.

    Mais Recentes da CNN