Social-democrata negocia aliança para governar a Alemanha

Será necessária uma aliança entre pelo menos três legendas para escolherem o novo chefe de governo da Alemanha

Paula Rülingda CNN

Em Berlim

Ouvir notícia

O candidato a chanceler Olaf Scholz, do Partido Social-Democrata (SPD), conquistou maioria no parlamento nas eleições deste domingo (26) e, com isso, saiu à frente nas negociações por uma coalizão para formar o novo governo da Alemanha.

O partido de Angela Merkel, União Democrática Cristã (CDU), que tem Armin Laschet como candidato, ficou em segundo lugar, mas ainda está na disputa.

Com uma maior distribuição de cadeiras por legendas, será necessária uma aliança entre pelo menos três delas para, então, escolherem o novo chefe de governo da Alemanha.

Apesar da vantagem de Scholz, Armin Laschet não desistiu de conquistar o cargo. Por isso, já começou as negociações com o Partido Verde e Democrático-Liberal, que ficaram respectivamente em terceiro e quarto lugar na votação.

Sholz, por outro lado, indicou que também pensa em se unir às duas legendas, que agora se encontram em uma posição estratégica.

Porém, devido aos diferentes posicionamentos e prioridades das legendas, as negociações devem durar meses, e a Alemanha só conhecerá seu novo chanceler em 2022. Até lá, Angela Merkel permanecerá no cargo.

Mais Recentes da CNN