Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Submersível Titan: Mãe de vítima diz que sente falta do filho “todos os dias”

    Christine Dawood também é viúva de outra vítima do acidente; caso completa um ano nesta terça-feira (18)

    Suleman Dawood e o pai, Shahzada Dawood, vice-presidente da Engro Corporation Limited
    Suleman Dawood e o pai, Shahzada Dawood, vice-presidente da Engro Corporation Limited Engro Corporation Limited/Reuters

    Tiago Tortellada CNN em São Paulo

    Christine Dawood, viúva e mãe de dois dos mortos do submersível Titan, fez uma publicação em uma rede social relembrando o caso e destacando: “Sinto falta deles todos os dias, todas as horas, todos os minutos, eles nunca serão substituídos”.

    Shahzada e Suleman Dawood, pai e filho, respectivamente, estavam a bordo da embarcação que tentava chegar até os destroços do Titanic, localizados a 3.800 metros de profundidade. O Titan implodiu menos de duas horas após iniciar a descida.

    Christine escreveu que “quando as pessoas morrem, elas levam um pedaço de você com elas”, pontuando que o caso “quase me quebrou”. O acidente completa um ano nesta terça-feira (18).

    Ainda assim, a viúva agradeceu o apoio que recebe, ressaltando que sente muita gratidão.

    Em junho do ano passado, Christine revelou à BBC que estaria na expedição do Titan. Entretanto, após os planos para a viagem serem adiados devido à pandemia da Covid-19 e o filho ter atingido a idade necessária para participar da descida, ela cedeu o lugar a Suleman.

    Segundo comentou na entrevista, o filho “queria mesmo ir” e ela tinha ficado feliz que ele e o pai conseguiriam participar.

    Os Dawood são de uma importante família de empresários do Paquistão. A empresa deles, a Dawood Hercules Corp., estava entre as maiores empresas do país à época do acidente, com um portfólio que abrange energia, petroquímica, fertilizantes, tecnologia da informação e alimentos e agricultura.

    Relembre a implosão do Titan

    Em 18 de junho de 2023, o submersível Titan, da empresa OceanGate, desapareceu no Oceano Atlântico durante uma expedição até os destroços do Titanic.

    Ele levava o empresário britânico Hamish Harding; o mergulhador Paul-Henri Nargeolet; o empresário paquistanês Shahzada Dawood e seu filho, Sulaiman Dawood; e o CEO e fundador da OceanGate, Stockton Rush.

    O caso tomou conta das manchetes mundiais, sendo também um dos assuntos mais comentados nas redes sociais à época, se não o mais comentado.

    Pessoas ao redor do mundo ficaram aflitas conforme os dias passavam e o prazo para que o oxigênio na cabine acabasse.

    Entretanto, no dia 22 de junho de 2023, a guarda costeira dos Estados Unidos confirmou a morte de todos os passageiros, após os destroços serem encontrados, indicando uma implosão.

    *com informações de Jack Guy, Steve Almasy e Ivana Kottasová, da CNN