Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Suspeito de tiroteio nos EUA estava com roupas femininas para se misturar à multidão

    De acordo com os investigadores, Robert E. Crimo III fez isso para esconder suas tatuagens faciais e sua identidade

    Robert E. Crimo III foi preso em conexão com ataque a tiros perto de Chicago
    Robert E. Crimo III foi preso em conexão com ataque a tiros perto de Chicago Prefeitura de Highland Park/CNN

    Da CNN

    Ouvir notícia

    Robert E. Crimo III, identificado pela polícia como suspeito de atirar e matar seis pessoas e ferir outras dezenas na manhã de segunda-feira em um desfile de 4 de julho em Highland Park, Illinois, perto de Chicago, nos Estados Unidos, estava vestido com roupas femininas durante o ataque, disse o vice-chefe Christopher Covelli, porta-voz do Gabinete do Xerife do Condado de Lake.

    De acordo com os investigadores, ele fez isso para esconder suas tatuagens faciais e sua identidade.

    Covelli aponta que o disfarce ajudou Crimo a se misturar entre os participantes do desfile que estavam fugindo do tiroteio.

    Após o ataque, o suspeito saiu do telhado onde estava disparando, largou seu rifle e se misturou à multidão enquanto escapava.

    Segundo a polícia, Crimo caminhou até a casa da sua mãe, que morava na região, e pegou um dos veículos da casa.

    O porta-voz acrescenta que inicialmente os policias não tinham certeza de que o suspeito realmente trajava vestes femininas, mas observaram que os relatos dos presentes descreviam o autor dos tiros como uma pessoa de “cabelos compridos”, o que significa que Crimo poderia estar usando uma peruca.

    Após identificar Crimo como “pessoa de interesse” para o caso, um alerta foi emitido às unidades policias com informações do carro e do suspeito.

    “Emitimos um alerta ontem à tarde”, afirmou Covelli, que agradeceu a “um membro alerta da comunidade” que identificou o veículo e ligou para o 911.

    “Um policial alerta do norte de Chicago avistou o veículo, esperou a chegada de unidades de ajuda adicionais, realizou uma parada de trânsito, e conseguiram prender Crimo com segurança e sem ferimentos aos policiais”, detalhou Covelli.

    Um outro rifle – também comprado pela Crimo – foi encontrado no veículo.

    Ainda não há motivação clara para o crime

    A polícia afirmou que ainda não estabeleceu um motivo para o suposto atirador realizar o ataque mortal no Highland Park.

    “Neste momento, não encontramos o motivo. Os investigadores estão avançando muito na investigação. Eles estão discutindo com o suspeito. Não tenho nada a dizer sobre motivação até agora porque a causa não foi fornecida”, alegou Covelli.

    Neste momento, os agentes não contém informações sobre o ataque ter sido motivado “por raça, por religião ou por qualquer outro grupo protegido”.

    Os vídeos com imagens violentas postados online pelo suspeito estão sendo revisados pela polícia, acrescentou.

    As diligências inicias apontam que Crimo planejou o ataque ao longo de várias semanas.

    “Com base em onde estamos, neste momento da investigação – e parte disso é preliminar, está sujeito a alterações à medida que avançamos – acreditamos que Crimo planejou esse ataque por várias semanas”, diz comunicado assinado por Covelli.

    Investigadores não estão prontos para anunciar acusações contra suspeitos

    Atualmente, o suspeito permanece sob custódia e “por todas as indicações, parece que Crimo estava agindo por conta própria”, observou Covelli.

    Mesmo assim, a polícia não está pronta para anunciar as acusações.

    “O escritório do procurador do condado de Lake esteve conosco desde o início. Eles nos acompanharam esta manhã e durante a noite. Continuamos analisando as informações”, disse Covelli.

    O porta-voz acrescentou que os investigadores ainda estão desenvolvendo pistas e analisando “informações críticas”.

    “Quando estivermos prontos para revisar todas essas informações para acusações, nos reuniremos com o procurador do estado” para discutir as acusações criminais.

    (Com informações de Rebekah Riess, Travis Caldwell, Kelly McCleary, Aditi Sangal, Adrienne Vogt, Maureen Chowdhury and Elise Hammond)

    Mais Recentes da CNN