Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Tajiquistão prende 9 pessoas por ataque na Rússia, diz fonte

    Pelo menos 143 pessoas foram mortas no ataque à sala de espetáculos perto de Moscou

    Policial russo monta guarda perto da casa de shows em chamas, após incidente relatado como tiroteio, nos arredores de Moscou, Rússia
    Policial russo monta guarda perto da casa de shows em chamas, após incidente relatado como tiroteio, nos arredores de Moscou, Rússia 22/03/2024REUTERS/Maxim Shemetov

    Reuters

    O Tajiquistão prendeu nesta semana nove pessoas suspeitas de terem ligações com um massacre em uma sala de espetáculos da Rússia na última sexta-feira e também com o grupo militante islâmico que reivindicou responsabilidade pelo ataque, afirmou uma fonte de segurança do país à Reuters.

    Quatro suspeitos do ataque mais letal na Rússia em 20 anos são cidadãos tadjiques. Eles foram presos ao lado de sete outros suspeitos, alguns dos quais também com origem na ex-nação soviética na Ásia Central.

    O comitê de segurança estatal do Tajiquistão prendeu nove pessoas na segunda-feira na cidade de Vakhdat e os suspeitos agora estão na capital, Dushanbe, disse a fonte, sem dar mais detalhes.

    Pelo menos 143 pessoas foram mortas no ataque à sala de espetáculos perto de Moscou.

    O Tajiquistão, membro de um bloco de segurança liderado pela Rússia e sede de uma base militar russa, também reuniu as famílias dos suspeitos para que investigadores russos possam questioná-los em Dushanbe, disseram fontes à Reuters nesta semana.

    A nação predominantemente muçulmana com 10 milhões de pessoas tem fronteira com o Afeganistão e depende muito de remessas de imigrantes trabalhando na Rússia. Sua própria economia foi devastada por uma guerra civil nos anos 1990.

    (Reportagem de Nazarali Pirnazarov Escrito por Olzhas Auyezov)