Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Teias de aranha dominam a paisagem em cidade na Austrália; entenda o fenômeno

    Moradores da região australiana de Gippsland foram surpreendidos com camadas de teias de aranha depois que a área foi atingida por fortes enchentes

    Teias de aranha dominaram a paisagem na cidade australiana
    Teias de aranha dominaram a paisagem na cidade australiana Foto: Carolyn Crossley/Facebook

    Zamira Rahim, da CNN

    O pior pesadelo de um aracnofóbico: cidades envoltas em teias de aranha.

    Moradores da região australiana de Gippsland, no estado de Victoria, foram surpreendidos com camadas de teias de aranha depois que a área foi atingida por fortes enchentes, de acordo com uma das afiliadas da CNN, a 9News.

    O Serviço de Emergência do Estado de Victoria emitiu vários avisos de inundação para a área rural no início de junho, com alguns residentes instados a evacuar o local, de acordo com tuítes de Darren Chester, membro do parlamento de Gippsland.

    Enquanto os humanos fugiam para um lugar seguro, as aranhas faziam o mesmo.

    O professor Dieter Hochuli, ecologista da Universidade de Sydney, disse à afiliada da CNN 7News que o mar de teias de aranha não era surpreendente, dadas as condições climáticas.

    “Este é um fenômeno surpreendentemente comum após as enchentes”, disse ele. “Quando temos esses tipos de chuvas muito fortes e inundações, esses animais que passam suas vidas enigmaticamente no chão não podem mais viver lá e fazem exatamente o que tentamos fazer – eles se movem para um terreno mais alto”, explicou o especialista.

    Hochuli disse que os aracnídeos responsáveis por essas teias são aranhas-da-teia, que normalmente vivem no solo.

    O fenômeno é conhecido como “balonismo”. O site do Museu Australiano afirma que o processo envolve aranhas “ascendendo a um ponto alto na folhagem e deixando sair finas linhas de seda que pegam a brisa e eventualmente ganham sustentação suficiente para levar a aranha para cima e para longe”.

    O site acrescenta: “balonismo simultâneo por milhares de filhotes de aranha pode resultar em um notável tapete de seda, chamado teia, cobrindo arbustos ou campos.”

    Enquanto as criaturas de oito patas se abrigam em lugares mais elevados, o trabalho dos serviços de emergência na região continua.

    “Podemos ver que a mãe natureza pode ser bela, mas também pode ser destrutiva”, escreveu Carolyn Crossley, uma vereadora local, em sua página no Facebook, observando que centenas de casas na área permaneceram sem energia.

    Veja imagens do fenômeno na cidade australiana:

    O comissário de gerenciamento de emergência do estado de Victoria, Andrew Crisp, disse no Twitter que viajou para a área no domingo.

    “O trabalho continua em assistência e recuperação”, disse ele.

    Tempestades causaram mortes e estragos

    As tempestades causaram estragos em Victoria. Mãe e filho feridos foram resgatados por policiais em 9 de junho, depois que um galho de árvore caiu em sua casa, e pelo menos duas pessoas no estado morreram em meio à crise. 

    Em 10 de junho, a polícia descobriu o corpo de um homem nas águas da enchente depois que seu carro quase submergiu. No dia seguinte, o corpo de uma mulher foi encontrado em um veículo nas águas do dilúvio.

    (Texto traduzido do inglês. Clique aqui para ler o original)

    Tópicos

    Tópicos