Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Tirar fotos das pessoas foi forma de defesa, diz fotógrafa brasileira em NY

    Fotógrafa registrava um evento de moda no momento do atentado e começou a fazer imagens da população pelas ruas da cidade

    Da CNN

    Em São Paulo

    No dia 11 de setembro de 2001, o mundo assistiu às chocantes imagens dos atentados ao World Trade Center, conhecido como Torres Gêmeas, em Nova York.

    A fotógrafa brasileira Chris Day conta que estava na cidade no dia do ocorrido. Lá, ela registrou a reação das pessoas nas ruas com os acontecimentos.

    Em entrevista à CNN, Chris relembra que os registros foram uma forma de defesa ao que estava acontecendo na cidade.

    “Eu nunca tinha feito fotojornalismo. Eu trabalhava com moda e outras áreas. Tirar fotos das pessoas nas ruas foi uma forma de defesa, de me defender através das lentes. Eu não tinha intenção nenhuma do que ia fazer com as fotos. Na verdade, a ideia do livro só surgiu quando eu voltei para o Brasil”, relatou a fotógrafa.

    A brasileira conta que estava em Nova York para fazer um estágio. No momento do atentado, ela fotografava a Fashion Week e, a princípio, não percebeu que se tratava de um atentado.

    “Nós só fomos perceber a gravidade da situação após o segundo avião bater na outra torre do World Trade Center. Até então, não tínhamos muita noção do que estava acontecendo”, afirmou a fotógrafa.

    Especial

    A CNN Brasil apresentou uma programação especial neste sábado, 11/09, em transmissão simultânea com a CNN americana e com correspondentes espalhados pelos Estados Unidos, em homenagem às vítimas do atentado que completa 20 anos. Confira: