Trump fará ‘justiça’ contra a China pela Covid-19, diz Mike Pompeo em convenção

Secretário de Estado chamou o novo coronavírus de 'vírus chinês' e afirmou que Trump tomou medidas 'ousadas' ao redor do Mundo para defender os EUA

Guilherme Venaglia, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, afirmou nesta terça-feira (25), no segundo dia da Convenção Nacional Republicana, que o presidente Donald Trump pretende, em um eventual segundo mandato, “responsabilizar a China pelo vírus chinês”, em referência ao novo coronavírus.

“O presidente fez a China responsável por encobrir o vírus chinês e permitir a morte e a destruição econômica nos Estados Unidos e ao redor do mundo. Ele não vai descansar até a justiça ser feita”, disse Pompeo, em vídeo gravado a partir de Jerusalém.

A participação de Pompeo na Convenção Republicana quebra precedentes. Secretários de Estado, que lideram a diplomacia americana, tradicionalmente não participam de eventos políticos, nem tratam de assuntos internos dos EUA quando estão fora do país.

Assista e leia também:

América Decide: Convenções apostam na polarização entre projetos democrata e republicano

Trump Jr. associa Biden à China e faz pregação anticomunista em convenção

Mike Pompeo iniciou o discurso dizendo que a sua família “está mais segura e as liberdades dela estão mais seguras porque o presidente Trump colocou o ‘America First’ em prática”, falou, em referência ao slogan de campanha do republicano que significa, em português, “os Estados Unidos primeiro”.

O secretário de Estado disse que o presidente Donald Trump liderou “iniciativas ousadas em praticamente todos os cantos do Mundo”, citando nominalmente, além da China, a Coreia do Norte, o Oriente Médio e o “fortalecimento” da Otan.

Mais Recentes da CNN